Veteranos, Baby Boomers, Nativos Digitais, Gerações X, Y e Z, Geração Polegar e Geração Alfa

perfil geracional dos atuais e potenciais usuários das Bibliotecas Universitárias

Autores

  • Thais Zaninelli Universidade de Londrina
  • Giseli Caldeira Universidade Estadual de Londrina
  • Diego Leonardo de Souza Fonseca Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.36311/1981-1640.2022.v16.e02143

Palavras-chave:

Perfis geracionais, Bibliotecas Universitárias, Serviços de informação, Comportamento do usuário.

Resumo

Este artigo apresenta o resultado de uma revisão de literatura realizada em torno dos termos utilizados para caracterizar as gerações, em especial, aquelas que fazem parte da comunidade universitária. O foco da pesquisa foi entender as características e os comportamentos desse grupo de usuário com o objetivo de entender as reais necessidades dos acadêmicos no que consiste na utilização dos serviços de informação das Bibliotecas Universitárias. A pesquisa de caráter teórico utilizou-se de bases de dados nacionais e internacionais na busca por artigos sem intervalo temporal. Os termos encontrados para classificar as gerações foram: Veteranos, Nativos Digitais, Geração Polegar, Millenions, Gerações Z, Y e X, Baby Boomers e Geração Alfha. Uma característica importante dos universitários é que a maioria já nasceu no mundo da web ou ciberconectados e não conhecem outra forma de realizar suas atividades e se relacionarem que não seja por meio da conexão. Dessa forma, as Bibliotecas Universitárias precisam entender em profundidade as características, necessidades e os comportamentos desses usuários de modo a desenvolver serviços informacionais inovadores que vão ao encontro, para além das necessidades dos desejos informacionais dessa geração. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alvarenga, Cristiano. Pesquisa revela perfil do estudante universitário brasileiro, 2019, http://www.comunica.ufu.br/noticia/2019/05/pesquisa-revela-perfil-do-estudante-universitario-brasileiro. Acessado 01 jul. 2020.

Araújo, Ana Rafaela Sales, et al. “Serviços de informação em bibliotecas universitárias: estudo comparativo entre bibliotecas de instituições de ensino superior da cidade de Juazeiro do Norte”, Anais do 27, Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação, 2017, pp. 1017, https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/822/860. Acessado 12 maio 2020.

Azevedo, Douglas. Online full time: a sociabilidade das gerações y & z no cotidiano tecnológico, 2016. Universidade Federal Fluminense, Dissertação de Mestrado.

Bauman, Z. Modernidade líquida. Tradução: Plínio Dantzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2013

Bortolin, Sueli; e Vignoli, Richele Grenge. “A biblioteca escolar e as mediações com a geração polegar”. Biblioteca Escolar Em Revista, vol. 2, no. 2, 2014, pp. 45-59, doi: https://doi.org/10.11606/issn.2238-5894.berev.2014.106598. Acessado 20 jun. 2020.

Briscoe, et al. Careers around the world: individual and contextual perspectives. Routledge, 2012.

Carvalho, S. M. S. de.; Carddoso, A. L. M. de S. .; Miguel, M. C. . A geração alpha no (re)iventar da nova biblioteca escolar: um chamado à ‘missão’ da biblioteca, um chamado ao real ofícios dos bibliotecários. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 24, 2021. DOI: 10.5216/ci.v24.64527. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/64527. Acesso em: 02 jan. 2022.

Carneiro, et al. Conflitos entre gerações: valores diferentes geram conflitos nas empresas, 2018, http://www.unaerp.br/documentos/1493-426-1494-1-sm/file. Acessado 16 jun. 2020.

Cavalcante, Katia Viana, et al. “As metamorfoses da biblioteca para Geração Z: proposta de implementação para espaço cultural Berezza de Menezes”. RACIn, vol. 4, no. 2, 2016, pp.43-56.

Cerbasi, Gustavo; e Barbosa, Christian. Mais tempo, mais dinheiro. Thomas Nelson Brasil, 2009.

Coelho, Patricia Margarida Farias. “Os nativos digitais e as novas competências tecnológicas”. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, vol. 5, no. 2, 2012, pp. 88-95, doi: https://doi.org/10.17851/1983-3652.5.2.88-95. Acessado 28 abr. 2020.

Conger, Jay. “Quem é a geração X?” HSM Management, vol. 11, no 1, 1998, pp .128-138.

Cortella, Mario Sergio, e Bial, Pedro. Gerações em ebulição: o Passado do Futuro e o Futuro do Passado, Papirus, 2018.

Cunha, Bruna de Lima. A comunicação empresarial na era digital: um estudo sobre netflix, nubank e spotfy, 2018. Instituto Municipal de Ensino Superior de Assis, Trabalho de Conclusão de Curso. https://cepein.femanet.com.br/BDigital/arqTccs/1511340475.pdf. Acessado 17 jun. 2020.

Cunha, Murilos Bastos; e Diógenes, Fabiane Castelo Branco. “A trajetória da biblioteca universitária no Brasil no período de 1901 a 2010”. Encontros Bibli: revista eletônica de biblioteconomia e ciência da informação, vol. 21, no. 47, 2016, pp. 100-123, doi: 10.5007/1518-2924.2016v21n47p100. Acessado 18 jun 2020.

Edmunds, J., & Turner, B. S. Global generations: social change in the twentieth century. The Bristish Journal os Fociology, 56. v.4, 559-577, 2005.

Fava, Rui. Educação 3.0: Aplicando o Pdca nas Instituições de Ensino. Saraiva, 2014.

Fonseca, Diego Leonardo de Souza; e Zaninelli, Thais Batista. “Sustentabilidade informacional como um caminho alternativo para a inovação em serviços de informação: uma discussão à luz da agenda 2030”. Anais do 5, Colóquio em Organização, Acesso e Apropriação da Informação e do Conhecimento (COAIC), 2021, Universidade Estadual de Londrina, p. 285, http://www.uel.br/eventos/cinf/index.php/coaic2021/coaic2021/paper/viewFile/654/510. Acessado 27 nov. 2021.

Geração. Conceito, 2020, https://conceito.de/geracao. Acessado 02 jun. 2020.

Geração alpha: entenda as crianças nascidas desde 2010. Dentro da História, 2019, https://www.dentrodahistoria.com.br/blog/familia/desenvolvimento-infantil/geracao-alpha-caracteristicas/. Acessado 04 maio 2020.

Geração alpha: o que vem mudando em casa e nas salas de aula? Tecnologia Educacional, 2019, https://tecnologia.educacional.com.br/blog-inovacao-e-tendencias/geracao-alpha/. Acessado 04 maio 2020.

Hamel, G. The Future of Management. Boston: Harvard Business School Pub., 2007.

Indalécio, Anderson Bençal. Entre imigrantes e nativos digitais: a percepção docente sobre as novas tecnologias da informação e comunicação (NTIC) e o ensino da educação física, 2015. Universidade Federal de São Carlos, Dissertação de Mestrado. https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/7634/DissABI.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acessado 27 nov. 2021.

Indalécio, Anderson Bençal; e Campos, Douglas Aparecido de. Reflexões sobre o educar em um mundo nativo digital. Fundação Educacional de Votuporanga, 2016.

Kullock, Eline. Foco em Gerações, 2011, http://www.focoemgeracoes.com.br/index.php/por-que-as-geracoes-estao-no-nosso-foco/. Acessado 08 maio 2020.

Kupperschmidt, Betty R. “Multigenerational employees: strategies for effective management”. The Health Care Manager, vol. 19, no. 1, 2000, pp.65-76, doi: 10.4172/2162-6359.1000528. Acessado 27 nov. 2021.

Lehmkuhl, Karyn Munyk; e Chagas, Magda Teixeira. “Os Nativos Digitais e seu Comportamento De Busca De Informação Científica On-Line”. Anais do 15, Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 2014, pp. 1, http://hdl.handle.net/123456789/1332. Acessado 27 nov. 2021.

Lévy, Pierre. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Editora 34, 1999.

Lipovetsky, Gilles. A sociedade da decepção. Manole, 2007.

Maffesoli, Michel. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massa. Forense-universitária, 1998.

Mannheim, Karl. “El problema de las generaciones”. REIS – Revista Española de Investigaciones Sociológicas, no. 62, 1993, pp. 193-242, http://www.reis.cis.es/REIS/PDF/REIS_062_12.pdf. Acessado 27 nov. 2021.

Milanese, Luiz. “Biblioteca pública: do século XIX para o XXI”. Revista USP, no.97, 2013, pp.59-70, doi: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i97p59-70. Acessado 13 maio 2019.

Moura, Adelina. Geração móvel: um ambiente de aprendizagem suportado por tecnologias móveis para a “Geração Polegar”, 2009, Universidade do Minho, Centro de Competência, http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/10056/1/Moura%20%282009%29%20Challenges.pdf. Acessado 27 nov. 2021.

Novelli, Valéria Aparecida Moreira; et al. “Mediação da informação: usuários gerações veteranos, baby boomers, x, y e z”. Anais do 16, Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, UFRJ, 2010.

Oliveira, Sidnei. Geração Y: o nascimento de uma nova versão de líderes. Integrate Editora, 2010.

Palfrey, John; e Gasser, Urs. Nascidos na Era Digital: entendendo a primeira geração de nativos digitais. Tradução de Magda França Lopes. Artmed, 2011.

Passarelli, Brasilina; et al. “Os nativos digitais no Brasil e seus comportamentos diante das telas”. Matrizes, vol. 8, no. 1, 2014, pp. 159-178, doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v8i1p159-178. Acessado 27 nov. 2021.

Pedro, Ketilin Mayra. Estudo comparativo entre nativos digitais sem e com precocidade e comportamento dotado, 2016, Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, UNESP, Tese de Doutorado.

Penso, Ana. Como a geração Z pode nos fazer mudar? 2020, https://ofuturodascoisas.com/como-a-geracao-z-pode-nos-fazer-mudar/. Acessado 01 jul. 2020.

Prado, Jorge Moises Kroll do; e Cavaglieri, Marcelo. “A inovação para bibliotecários de uma instituição de educação profissional: conhecendo o perfil para continuar inovando”. Rebecin, vol.3, no.2, 2016, pp. 93-108, https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/49/pdf. Acessado 27 nov. 2021.

Rangel, Maysa Fagundes Pereira. Comportamento infantil contemporâneo: características da geração Alpha da perspectiva dos pais, 2020, Pontífica Universidade Católica de São Paulo (PUC), Dissertação de Mestrado, https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/23350/2/Maysa%20Fagundes%20Pereira%20Rangel.pdf. Acessado 27 nov. 2021.

Rheingold, Howard. Smart mobs: the next social revolution: transforming cultures and communities in the age of instant access. Perseus Books, 2003.

Rudge, Marina; et al. “Geração Y: um estudo sobre suas movimentações, valores e expectativas”. Recape: Revista de carreiras e pessoas, vol.7, no.1, 2017, pp. 406-421, https://pesquisa-eaesp.fgv.br/sites/gvpesquisa.fgv.br/files/arquivos/2_32653-88121-2-pb.pdf. Acessado 27 nov. 2021.

Santi, Diego Grahl de. Efeitos da participação orçamentária, ambiguidade de funções e conflito de papéis sobre a justiça organizacional na percepção dos diretores executivos das gerações x, y e z, 2019, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Dissertação de Mestrado.

Santos, Cristiane Ferreira dos; et al. O processo evolutivo entre as gerações X, Y e Baby Boomers, 2011, http://www.professores.uff.br/screspo/PSI_P2_artigo9.pdf. Acessado 28 nov. 2021.

Santos Neto, Franco “Os professores e os desafios pedagógicos diante das novas gerações: considerações sobre o presente e o futuro”. Revista de Educação do Cogeime, vol. 19, no. 36, 2010, pp. 110-25, doi: http://dx.doi.org/10.15599/0104-4834/cogeime.v19n36p9-25. Acessado 28 nov. 2021.

Sbcoaching Group. As gerações e suas formas de aprender, 2019, https://www.sbcoaching.com.br/blog/conflitos-entre-geracoes/. Acessado 01 maio 2020.

Silva, Wanessa Caroline da.; et al. “A biblioteca universitária como um sistema adaptativo complexo (SAC): variação”. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, vol. 13, no. 1, 2017, pp. 43-63, https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/541/586. Acessado 21 abr. 2020.

Sodré, M. Sobre a episteme comunicacional. Revista Matrizes, n. 1, out. 2007

Tapscott, Don. A hora da geração digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Agir Negócios, 2010.

Veja como a geração Alpha vai influenciar o nosso comportamento. Consumidor modern, 2019, https://www.consumidormoderno.com.br/2019/05/08/geracao-alpha-comportamento/. Acessado 04 abr. 2020.

Young Adult Library Services Association. The Future of library services for and with teens: a call to action., 2014, http://www.ala.org/yaforum/sites/ala.org.yaforum/files/content/YALSA_nationalforum_Final_web_0.pdf. Acessado 13 maio 2020.

Zaninelli, Thais Batista; e Santos Neto, João Arlindo. Uma análise da evolução cultural no processo de inovação no contexto das bibliotecas universitárias. Anais do Fórum de Inovação e Empreendedorismo na Biblioteconomia, 2017.

Zaninelli, Thais Batista, et al. “Bibliotecas universitárias: uma perspectiva teórica sobre inovação em serviços informacionais”. RDBCI: Rev. Digit. Bibliotecon. Cienc. Inf., vol. 17, 2019, pp.1-20, doi: https://doi.org/10.20396/rdbci.v17i0.8652821. Acessado 27 nov. 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-16

Como Citar

Zaninelli, T., G. . Caldeira, e D. L. de Souza Fonseca. “Veteranos, Baby Boomers, Nativos Digitais, Gerações X, Y E Z, Geração Polegar E Geração Alfa: Perfil Geracional Dos Atuais E Potenciais usuários Das Bibliotecas Universitárias”. Brazilian Journal of Information Science: Research Trends, vol. 16, junho de 2022, p. e02143, doi:10.36311/1981-1640.2022.v16.e02143.