Guerra e opinião pública nos Estados Unidos: o caso da Guerra do Iraque em 2003 / War and public opinion in the United States: the Iraq War in 2003

Autores

  • Cláudio Júnior Damin UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.36311/2237-7743.2014.v3n3.p419-448

Resumo

O artigo aborda a relação existente entre guerra e opinião pública nos Estados Unidos. O artigo foca na análise do caso da Guerra do Iraque iniciada em março de 2003 durante os mandatos de George W. Bush. Esse conflito insere-se no contexto dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, sendo parte constitutiva da chamada “guerra global contra o terrorismo”. A primeira hipótese de trabalho é a de que inicialmente e reproduzindo padrões históricos anteriores, a guerra foi amplamente aprovada pela população norte-americana, processo que se prolongou por alguns meses e influenciou decisivamente para a reeleição do presidente republicano em 2004. Como segunda hipótese assevera-se que, passado algum tempo, o humor da opinião pública sofreu uma inflexão, diminuindo a aprovação popular à guerra e tendo como importante desdobramento a derrota dos republicanos na eleição de 2008, com o conflito ainda em curso. Espera-se mostrar, portanto, como a Guerra do Iraque pode ser dividida em duas fases distintas, sendo a primeira de bônus para o governo de George W. Bush e seus correligionários republicanos e a outra de ônus a partir do crescimento do número de baixas militares norte-americanas e da crise de credibilidade do governo no que concerne às perspectivas de vitória definitiva no conflito.



Abstract: The article discusses the relationship between war and public opinion in the United States. The article focuses on the analysis of the case of the Iraq War that began in March 2003 during the administration of George W. Bush. This conflict is within the context of the terrorist attacks of September 11, 2001, being a constituent part of the "Global War on Terrorism." The first hypothesis is that initially and reproducing previous historical standards, the war was widely approved by the American population, a process that was prolonged for a few months and influenced decisively to the re-election of Republican president in 2004. As a second hypothesis asserts that, after some time, the mood of public opinion has undergone a shift, reducing the public approval of the war and with the important effect the defeat of the Republicans in the 2008 election. It is expected, therefore, to show how the Iraq War can be divided into two distinct phases, with the first bonus for the George W. Bush and his fellow Republicans and other liens being from the growing number of U.S. military casualties and the crisis of credibility of the government with regard to the prospects of ultimate victory in the conflict.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Júnior Damin, UFRGS

Doutor em Ciência Política pela UFRGS, professor de Ciência Política na Universidade Federal do Pampa. Contato: superdamin@terra.com.br 

Downloads

Publicado

2020-11-04

Edição

Seção

Artigos