Dimensão humana e social do Mercosul

da institucionalização ao esvaziamento

Autores

  • João Victor da Motta Baptista
  • Tainá Estanislau Siman

DOI:

https://doi.org/10.36311/2237-7743.2021.v10n1.p253-276

Palavras-chave:

Mercosul, dimensão social, institucionalidade, Instituto Social do Mercosul, Unidade de Participação Social

Resumo

A partir do início dos anos 2000, o Mercosul vivenciou a ascensão de uma interpretação específica das dimensões política, social e humana que resultou na proliferação de mecanismos institucionais para responder às demandas da sociedade civil organizada e superar o histórico déficit democrático decorrente da institucionalidade centrada nos Poderes Executivos de seus países membros. No aniversário de 30 anos da fundação do bloco, recorremos a uma análise histórica para compreender as atuais limitações da sua agenda social e os movimentos para construir institucionalidades que ampliem os temas abarcados no regionalismo no Cone Sul e descentralizem o seu processo decisório. Essa análise será centrada em dois momentos principais, com destaque para as características conjunturais que os constituem. Primeiramente, será explorado o momento de crescimento da agenda social no Mercosul, marcado pela construção de intensa institucionalização, participação social e convergência política. Este momento pode ser caracterizado como um período de regionalismo pós-hegemônico. O segundo momento é marcado pela crise financeira no bloco e pela substituição de prioridades da agenda. Nesta análise, enfatizamos os desafios enfrentados por essas instituições e as suas estratégias para manterem-se ativas. Nesse sentido, o artigo propõe-se a analisar a conjuntura da temática social, humana e participativa no Mercosul, com o olhar voltado para as dinâmicas das estruturas constituídas nas últimas duas décadas, tais como o Instituto Social do Mercosul (ISM), a Unidade de Participação Social (UPS) e as Cúpulas Sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Victor da Motta Baptista

Doutorando e mestre em Relações Internacionais pelo PPGRI San Tiago Dantas (UNESP-UNICAMP-PUC-SP), bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Pesquisador do Observatório do Regionalismo (vinculado à Rede de Pesquisa em Política Externa e Regionalismo — REPRI). Áreas de interesse: Mercosul. Sindicalismo. Democracia. Instituições Regionais. América Latina. 

Tainá Estanislau Siman

Mestra em Relações Internacionais pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Pesquisadora do Observatório do Regionalismo (vinculado à Rede de Pesquisa em Política Externa e Regionalismo — REPRI). 

Referências

AGUERRE, M.J.; ARBOLEYA, I. Estrategias para un Mercosur ciudadano. In: CAETANO, Gerardo (Coord). La reforma institucional del MERCOSUR: Del diagnóstico a las propues-tas. Montevideo: CEFIR, 2009.

ALMEIDA, Ana Patrícia Sampaio de. Estatuto da cidadania do Mercosul e Plano Estratégico de Ação Social: conquistas e desafios pendentes. In: XVI Congresso Internacional FOMERCO, 2017, Salvador, Anais de Congresso

BAPTISTA, J. V. M. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Mercosul: conflitos e contradições da participação social nos governos Lula da Silva e Dilma Rousseff (2003-2014). 2020. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) – UNESP/UNICAMP/PUC, São Paulo, 2020. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/192119/ baptista_jvm_me_mar.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em: 14 dez. 2020.

BAPTISTA, J. V. M.; BERTOLUCCI, A. C. Guinada à Direita e o Futuro do Mercosul: velhos atores e novos blocos de poder. In: Hannah Guedes de Souza; Goodfred Schwendenwein; Mariani Ferri de Holanda; Suyai Malen García Gualda. (Org.). América latina em foco: novas perspectivas de análise sobre a região. Campos dos Goytacazes: Asociación latino-americana de Ciência Política (ALACIP), 2020, 1ed.

BOUZAS, R.; SOLTZ, H. Instituciones y mecanismos de decisión en procesos de integración asimétricos: el caso MERCOSUR. Institut für Iberoamerika-Kunde, Working Paper nº1, aug. 2002.

BRESSAN, Regiane Nitsch. O desafio democrático para a integração Latino-americana. In: 3° Encontro Nacional ABRI, Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2011 (Anais).

BRICEÑO-RUIZ, José; HOFFMANN, Andrea Ribeiro. Post-hegemonic regionalism, UN-ASUR, and the reconfiguration of regional cooperation. South America, Canadian Journal of Latin American and Caribbean Studies, 40:1, 48-62, 2015.

CAETANO, Gerardo; VÁZQUEZ, Mariana; VENTURA, Deisy. Reforma institucional del MERCOSUR. Análisis de un reto. In: CAETANO, Gerardo (Coord). La reforma institucional del MERCOSUR: Del diagnóstico a las propuestas. Montevideo: CEFIR, 2009.

DRUMMOND, M.C. A opção intergovernamental do Mercosul e a reforma do Protocolo de Ouro Preto. Univ. Rel. Int., Brasília, v. 9, n. 1, p. 273-295, jan./jun. 2011.

GRANATO, L. Estado, Sociedad e Integración Regional: Un estudio sobre el componente relacional del Mercosur (2003-2015). Revista de Estudos e Pesquisas Sobre as Américas, v. 11, p. 18, 2017.

INSTITUTO SOCIAL DO MERCOSUL. A Dimensão Social do Mercosul: Marco Conceitual. Assunção: Tekoha, 2012.

INSTITUTO SOCIAL DO MERCOSUL. Evaluación de avances en la implementación del Plan Estratégico de Acción Social (PEAS). 2017. Disponível em: <http://www.ismercosur.org/es/publicaciones/estudios/evaluacion-del-peas/>. Acesso em 15 Mai, 2020.

MALAMUD, A. Overlapping regionalism, no integration: conceptual issues and the Latin American experiences. EUI/ RSCAS, Working Papers 2013/20, 2013.

MARIANO, K. L. P. Parlamento do Mercosul, integração e déficit democrático. SÉCULO XXI, Porto Alegre, V. 4, Nº2, Jul-Dez 2013.

MARIANO, K. L. P. Regionalismo na América do Sul: um novo esquema de análise e a ex-periência do Mercosul. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015.

MARIANO, K.L.P. A participação das Centrais Sindicais no Mercosul (1991-2001). São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

MARIANO, M. P. A estrutura institucional do Mercosul. São Paulo: Aduaneiras, 2000.

MARQUAND, David. Parliament for Europe. London : J. Cape, 1979 (147p).

MERCOSUL. DEC 01/21 (Estrutura Institucional do Mercosul). Disponível em: < https://normas.mercosur.int/simfiles/normativas/85221_DEC_001-2021_PT_Estrutura%20Institucional%20MCS.pdf >. Acesso em 10 Ago 2021.

MERCOSUL. DEC 03/07 (Instituto Social do Mercosul). Disponível em: <https://normas.mercosur.int/simfiles/normativas/3153_DEC_003-2007_PT_InstitutoSocial.pdf>. Acesso em 12 Out. 2019

MERCOSUL. DEC 39/08 (Comissão de Coordenação de Ministros de Assuntos Sociais do Mercosul). Disponível em: <https://normas.mercosur.int/simfiles/normativas/2862_DEC_039-2008_PT_ComCoordMinAsunSoc.pdf>. Acesso em 12 Out. 2019

MERCOSUL. DEC 56/12 (Cúpula Social do Mercosul). Disponível em: < https://normas.mercosur.int/simfiles/normativas/47318_DEC_056-2012_PT_C%C3%BApula%20Social%20MERCOSUL.pdf >. Acesso em 28 Set. 2019.

MERCOSUL. DEC 65/10 (Unidade de Apoio á Participação Social). Disponível em: < https://normas.mercosur.int/simfiles/normativas/36780_DEC_065-2010_PT_Unidade%20Apoio%20%C3%A0%20Participa%C3%A7%C3%A3o%20Social.pdf>. Acesso em 28 Set. 2019.

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES. Resenha de Política Exterior do Brasil, No. 107, Brasília, 2010.

RIGGIROZZI, Pía; TUSSIE, Diana. The Rise of Post-Hegemonic Regionalism in Latin America. In: RIGGIROZZI, Pía; TUSSIE, Diana (Ed.). The Rise of Post-Hegemonic Regionalism. The case of Latin America. London: Springer, p. 1-16, 2012.

SANAHUJA, José Antonio. La construcción de uma région: Sudamérica y El regionalismo posliberal. In CIENFUEGOS, M.; SANAHUJA, J. A. (eds.), Uma región en construcción: UNASUR y La integración em América del Sur. Barcelona: Fundación CIDOB, 2010.

SERBIN, A. Atuando sozinho? Governos, sociedade civil e regionalismo na América do Sul. Lua Nova, São Paulo, 90: 297-327, 2013.

SERBIN, Andrés; MARTÍNEZ, Laneydi; RAMANZINI JR, Haroldo. El regionalismo post-liberal em América Latina y el Caribe: Nuevos actores, nuevos temas, nuevos desafios. Anuário de La integracion regional de América Latina y el grand Caribe, 2012.

SILVA, Carolina Albuquerque; MARTINS, José Renato Vieira. Las Cumbres Sociales del Mercosur I: Historia y Acervo. S.d. Disponível em: <https://www.mercosur.int/documento/las-cumbres-sociales-del-mercosur/> . Acesso em 12 Jun. 2019.

UNIDAD PARA LA PARTICIPACIÓN SOCIAL EM MERCOSUL. Guía para la participación de organizaciones y movimentos sociales en el Mercosur. 2016. Disponível em: <https://www.mercosur.int/documento/guia-para-la-participacion-de-organizaciones-y-movimientos-sociales-en-el-mercosur/>. Acesso em 25 Out. 2019.

UNIDADE DE PARTICIPAÇÃO SOCIAL. As Cúpulas Sociais do MERCOSUL II: Declarações e Documentos de Trabalho. S.d. Disponível em: <https://www.mercosur.int/documento/as-cupulas-sociais-do-mercosul-ii-declaracoes-e-documentos-de-trabalho/>. Acesso em 29 Set. 2019.

REUNIÃO DE MINISTROS E DIRETORES DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (RMADS). Plano Estratégico de Ação Social do MERCOSUL (PEAS). 2012. Disponível em: <https://issuu.com/ismercosur/docs/peas-portugues-ism>. Acesso em 26 Set. 2019.

UVAL, Natalia. Por primera vez no habrá cumbre social del Mercosur, por cuestiones de “seguridad”. La diária, Montevidéu. 2017. Disponível em: <https://ladiaria.com.uy/articulo/2017/7/por-primera-vez-no-habra-cumbre-social-del-mercosur-por-cuestiones-de-seguridad/>. Acesso em 12 Out. 2019

VEIGA, P. M.; RÍOS, S.P. O regionalismo pós-liberal na América do Sul: origens, iniciativas, dilemas. CEPAL: SERIE Comércio Internacional, nº 82, p. 3-45, jul. 2007.

VELASCO JR, Paulo Afonso. O Mercosul social: avanços e obstáculos para uma nova dinâmica de integração regional. Tese (doutorado em Ciência Política). Instituto de Estudos Sociais e Políticos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

VENTURA, D. As Assimetrias entre o Mercosul e a União Europeia: os desafios de uma associação inter-regional. Barueri: Manole, 2003.

VIGEVANI, T; et al. Política externa no período FHC: a busca de autonomia pela integração. Tempo soc., São Paulo, v. 15, n. 2, p. 31-61, nov. 2003.

VIGEVANI, T; RAMANZINI JR., Haroldo. Autonomia, Integração Regional e Política Externa Brasileira: Mercosul e Unasul. DADOS – Revista de Ciências Sociais (Rio de Janeiro) vol. 57, no 2, pp. 517 a 552, 2014.

VIGEVANI, Tullo; MARIANO, Karina Lilia Pasquariello. Os Atores Sociais e a Alca, In: ALBUQUERQUE J.A.G.; OLIVEIRA H.A. (orgs.), Alca: Aspectos históricos, jurídicos e sociais. São Paulo: FTD, p. 72-102, 1998.

Downloads

Publicado

2021-10-29

Edição

Seção

Edição Especial