BNDES and the internationalization of Brazilian companies on Lula governments

Embraer's case

Autores

  • Eduardo Santos Maia Universidade Federal do Espírito Santo
  • Davi Soares Alves Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.36311/2237-7743.2021.v10n3.p658-676

Palavras-chave:

política externa, Governo Lula, BNDES, Embraer, internacionalização de empresas

Resumo

This paper aims to analyze the dynamics of the internationalization of nationally-based companies in Lula governments. We argue that the main tool in this process was the Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), with emphasis on companies capable of competing internationally. The new foreign policy is also emphasized as the political-ideological basis that made such procedures possible. We explore Embraer's case for it illustrates the synthesis of political and economic interests of the period and how those interests were pursued by the governments. The analysis was based on BNDES' official documents and on specialized literature. We made an effort to incorporate different perspectives to create a more complete analytical framework. The BNDES-Embraer relationship was positive not only for the company but as a strategic part in achieving the new foreign policy guidelines. BNDES's support to Embraer was instrumental, particularly in times of crisis, and helped to maintain its competitiveness at the international level with positive effects on the economy.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Davi Soares Alves, Universidade Federal de Sergipe

Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Sergipe. Atualmente realiza pesquisas sobre economia política internacional, particularmente sobre Bancos de Desenvolvimento, Agências de Exportação de Crédito e Política Monetária e Fiscal.

Referências

ALEM, Ana Claudia; CAVALCANTI, Carlos Eduardo. O BNDES e o apoio à internacionalização das empresas brasileiras: algumas reflexões. Revista do BNDES, v. 12, n. 24, p. 43-75, 2005.

AMORIM, Celso. A grande estratégia do Brasil: discursos, artigos e entrevistas da gestão no Ministério da Defesa (2011-2014). Brasília: Editora Unesp/FUNAG, 2016.

BARBOZA, Ricardo et al. O que aprendemos sobre o BNDES?. (Texto para discussão 149). Rio de Janeiro: BNDES, 2020.

BNDES. Relatório Anual 2016. 2016. Available in:

https://www.bndes.gov.br/wps/wcm/connect/site/a110c83c-394b-49d3-9706-4a43b18ab557/RA-2016-WEB.pdf?MOD=AJPERES&CVID=lN1hxIM. Access: 15 ago. 2020.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Macroeconomia da estagnação: crítica a ortodoxia convencional no Brasil pós-1994. São Paulo: Editora 34, 2007.

BUGIATO, Caio. A importância do BNDES na política externa do governo Lula. Cadernos do Desenvolvimento, v. 12, n. 21, p. 43-69, 2017.

______. A política de financiamento do BNDES e a burguesia brasileira. 2016. 282f. Tese (Doutorado) - Curso de Ciência Política, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

CYRINO, Álvaro; PENIDO, Erika. Benefícios, riscos e resultados do processo de internacionalização das empresas brasileiras. In: ALMEIDA, André (Org.). Internacionalização de empresas brasileiras: perspectivas e riscos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007. p. 79-117.

DHIR, Rajeev. Golden Share. Investopedia, ago. 2021. Available in: https://www.investopedia.com/terms/g/goldenshare.asp. Access: 30 out. 2021.

DRUMMOND, Carlos. Obras brasileiras. Carta Capital, n. 874, 2015. Available in: https://www.cartacapital.com.br/revista/874/obras-brasileiras-4867.html. Access: 15 ago. 2020.

FONSECA, Paulo, Embraer: um caso de sucesso com o apoio do BNDES. Revista do BNDES, n. 37, p. 39-66, 2012.

FREIXO, Adriano de; RISTOFF; Taís. Desenvolvimento nacional e integração regional: o BNDES como instrumento de política externa no governo Lula da Silva (2003-2010). Mural Internacional, v. 3, n. 2, p. 24-31, 2012.

GALA, Paulo. Complexidade econômica: uma nova perspectiva para entender a antiga questão da riqueza das nações. Rio de Janeiro: Contraponto, 2017.

GARCIA, Ana Saggioro. A internacionalização de empresas brasileiras durante o governo Lula: uma análise crítica da relação entre capital e Estado no Brasil contemporâneo. 2012. 413f. Tese (Doutorado) – Curso de Relações Internacionais, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

GONÇALVES, Felipe. A CELAC, o Sela E a agenda do Brasil para América Latina e Caribe. Boletim de Economia e Política Internacional, n. 8, p. 49-60, 2010.

GUIMARÃES, Sergio et al. A internacionalização do BNDES. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, n. 42, p. 47-92, 2014.

HIRST, Monica; LIMA, Maria Regina Soares de; PINHEIRO, Letícia. A Política Externa Brasileira em Tempos de Novos Horizontes e Desafios. Nueva Sociedad, v. 1, p. 22-41, 2010.

PECEQUILO, Cristina Soreanu. A política externa do Brasil no éculo XXI: os eixos combinados de cooperação horizontal e vertical. Revista Brasileira de Política Internacional, v. 51, n. 2, p. 136-153, 2008.

PFEIFER, Mariana. Bresser-Pereira e o pacto desenvolvimentista. Temporalis, v. 13, n. 26, p. 11-36, 2013.

PINHEIRO, Letícia. Política externa brasileira. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

MAIA, Eduardo. A inserção da Suécia em um mundo neoliberal: uma análise histórica. Conjuntura Global, v. 8, n. 1, p. 32-45, 2019.

MINEIRO, Adhemar. Desenvolvimento e inserção externa: algumas considerações sobre o período 2003-2009 no Brasil. In: MAGALHÃES, João Paulo (Org.). Os anos Lula: contribuições para um balanço crítico 2003-2010. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (MRE). Balanço da Política Externa 2003-2010 - Resumo Executivo, 2010.

______. Resenha de Política Exterior do Brasil: número 102. Brasília, 2008.

SILVA, André Luiz; ANDRIOTTI, Luiza. A cooperação Sul-Sul na política externa do governo Lula (2003-2010). Conjuntura Austral, v. 3, n. 14, p. 69-93, 2012.

VALDEZ, Robson. A internacionalização do BNDES no Governo Lula. 2011. 131f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Relações Internacionais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

VIGEVANI, Tullo; CEPALUNI, Gabriel. A política externa de Lula da Silva: a estratégia da autonomia pela diversificação. Contexto Internacional, v. 29, n. 2, p. 273-335, 2007.

VISENTINI, Paulo. Cooperação Sul-Sul, diplomacia de prestígio ou imperialismo “soft”? As relações Brasil-África do Governo Lula. Século XXI, v. 1, n. 1, p. 65-84, 2011.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Edição

Seção

Artigos