PATHOS E JULGAMENTO: UMA NOTA SOBRE RETÓRICA, 1378a21-221

  • Saulo Bandeira de Oliveira MARQUES (UFPB)
Palavras-chave: Aristóteles, Retórica, Julgamento, Pathos

Resumo

As emoções influenciam o modo como os seres humanos observam e julgam os eventos do Mundo. Cientes dessa relação entre sentir e julgar, os retóricos a têm explorado com o objetivo de, através das emoções, direcionar o julgamento do auditório em favor da tese por eles defendida. Em sua época, Aristóteles criticou a persuasão meramente emotiva em detrimento da argumentação persuasiva, apresentando, em sua Retórica, o uso técnico das emoções como argumentos persuasivos. Em face dessa perspectiva, pretende-se apresentar o uso das emoções como argumentos retóricos, segundo a Retórica. Nesse sentido, parte-se da concepção da retórica como techn?, com ênfase nas provas persuasivas, para, em seguida, expor como a relação entre sentir e julgar é utilizada pela retórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-03
Seção
Artigos