MICHEL FOUCAULT E A GESTÃO DA VIDA

  • Miguel Ângelo Oliveira do CARMO (UFPB)
Palavras-chave: Michel Foucault, Biopoder, Biopolítica, Acontecimento

Resumo

O presente texto visa mostrar a importância da relação entre o conceito de acontecimento e o de poder na filosofia de Michel Foucault, no sentido de ter uma problematização dessa relação que dê conta não apenas da necessidade de tratar o tema do “poder” através das “relações de poder”, como também do poder soberano e do biopoder, em suas duas facetas: a anátomo-política e a biopolítica. O resultado disso é o desenvolvimento cada vez mais sutil de uma arte de governar a vida, uma gestão da vida mais eficiente e funcional, incidindo sobre o indivíduo e a população em todos os sentidos. Para compreender melhor essa governamentalidade é preciso ter, com Foucault, uma visão histórica das formas de implementação das “relações de poder” nas sociedades desde a gestão do Estado moderno. Do poder soberano, no século XVII, ao biopoder a partir do final do século XIX, o que temos é uma sujeição do indivíduo e da espécie humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-03
Seção
Artigos