SOBRE SEGUIR REGRAS E O DEVER DE REFLEXÃO PERPÉTUA

  • Rafael Graebin Vogelmann Mestrando em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Resumo

O principal objetivo deste texto é argumentar em prol da alegação de McDowell de que temos uma obrigação perpétua de refletir sobre o ajuste entre nossa visão de mundo e a realidade. Esta obrigação está atrelada à recusa da possibilidade do que ele chama de uma “visão lateral” da realidade. O argumento mais forte contra esta possibilidade é baseado nas considerações de Wittgenstein sobre seguir regras. Reconstruí-lo lançará luz sobre as alegações de McDowell sobre segunda natureza, porém, mais importante, tornará disponível uma concepção de objetividade que tem consequências interessantes sobre a conexão entre sensibilidade e racionalidade – mais especificamente, o argumento implica que nosso desenvolvimento como seres racionais e cognitivos é inseparável do desenvolvimento de nossa sensibilidade particular.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-15
Seção
Artigos