ENTRE LINGUAGEM E PINTURA: A PERCEPÇÃO EM MERLEAU-PONTY

  • Alex de Campos MOURA (USP)
Palavras-chave: Merleau-Ponty – linguagem – pintura –percepção

Resumo

Este artigo busca tratar da aproximação entre linguagem e pintura proposta por
Merleau-Ponty, buscando mostrar que ela se baseia no reconhecimento de um vínculo intrínseco existente entre a percepção e a expressão e, por meio dele, de uma passividade inerente a toda criação. Trabalharemos, desse modo, a compreensão do filósofo de que é impossível manter os pressupostos da ontologia dualista que opera com a distinção completa entre o subjetivo e o objetivo, na medida em que a estrutura perceptiva explicita um movimento significativo que
desconhece a antinomia dos termos, oferecendo-se como solo comum que tanto a pintura quanto a linguagem retomam, revelando ambas não como constituição pura, mas como transformação e subversão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex de Campos MOURA (USP)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-18
Seção
Artigos