VIDA E VIVENTE NA FILOSOFIA FRANCESA CONTEMPORÂNEA

  • Silvana de Souza RAMOS (USP)
Palavras-chave: Filosofia francesa. Vida. Vivente. Normatividade. Racionalidade.

Resumo

O presente artigo investiga o impacto da recepção da obra de K. Goldstein – Der Aufbau des Organismus – sobre o pensamento francês do final dos anos 1930 e início dos anos 1940. Especificamente, trata-se de explorar três diferentes paradigmas segundo os quais a noção de vida pôde ser pensada. De um lado, a teoria bergsoniana do elã vital – apresentada em L’évolution créatrice –, a qual fornece uma compreensão precisa da evolução geral da vida,
entendida sob as prerrogativas da intuição, tal como o filósofo a compreende. De outro lado, a partir da recepção do pensamento de K. Godstein, a noção de elã vital é criticada, de forma que o pensamento francês produz duas novas abordagens da vida, as quais buscam enfatizar o vivente e sua singularidade (e não a generalidade do impulso vital): a filosofia da normatividade vital – defendida por G. Canguilhem em Le normal et le pathologique – e a
fenomenologia da vida, tal como aparece nas diferentes fases da obra de M. Merleau-Ponty. Nosso trabalho pretende explicitar as dificuldades enfrentadas pela filosofia francesa contemporânea – especialmente pela fenomenologia – para dar conta da criatividade e da interioridade expressa pela estrutura vivente, uma vez que ela abre novos horizontes para a abordagem da gênese da racionalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana de Souza RAMOS (USP)

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2014-12-18
Seção
Artigos