MORAL, PRUDÊNCIA E FIM UNIVERSAL EM KANT

Palavras-chave: Moral, Prudência, Fim universal, Incondicionado

Resumo

Neste trabalho aborda-se a questão que está nos escritos kantianos que propõem um único e mesmo fim da humanidade como a totalidade dos homens unidos sob o ideal de uma sociedade cosmopolita, como na Ideia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita, e numa comunidade ética como n´A religião nos simples limites da Razão. A moralidade é pressuposta como fundamento para realização do fim humano em ambos os textos. Ora, em Kant agir com interesse a fins não está dentro dos requisitos da moralidade, que deve proceder com o princípio da incondicionalidade sem referir-se a propósitos. Logo, esboça-se aqui, grosso modo, uma possível interpretação de como é possível conciliar a proposta de um fim para a humanidade com a ideia de que a autonomia não deve orientar-se por fins.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AUBENQUE, P. A Prudência em Kant. In: A Prudência em Aristóteles. Tradução de Maria Lopes. 2ª ed. – São Paulo: Discurso Editorial, Paulus, 2008.

KANT, I. Crítica da razão pura. Trad. Valério Rohden e Udo Baldur Moosburger. São Paulo: Abril, 1980.

______. Crítica da razão prática. Ed. Bilíngue. Trad. Valério Rohden. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

_______. Crítica da Faculdade do Juízo. Trad. Valério Rohden e Antônio Marques. 2. Ed - Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

______. Fundamentação da Metafísica dos Costumes. Trad. Paulo Quintela. Lisboa/Portugal: Edições 70, 2007.

______. Ideia de uma história universal com um propósito cosmopolita. Trad. Artur Morão. In: KANT, I. A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70.

______. A religião nos limites da simples razão. Trad. Lisboa/Portugal: Edições 70, 1993.

KLEIN, J. Os fundamentos teóricos e práticos da filosofia kantiana da história no ensaio Idéia de uma história universal com um propósito cosmopolita. Studia Kantiana, v. 9, p. 161-186, 2009.

______. Kant e a Ideia de uma História Universal no Contexto da Crítica da Razão Pura. Analytica, v. 18, p. 47-81, 2014.
Publicado
2020-07-20
Seção
Artigos