Natação, Ludicidade e Mediação: a Inclusão da Criança Autista na Aula

Autores

  • José Francisco CHICON
  • Maria Maria das Graças Carvalho Silva SÁ
  • Alaynne Silva FONTES

DOI:

https://doi.org/10.36311/2674-8681.2014.v15n1.3797

Palavras-chave:

Inclusão. Natação. Autismo.

Resumo

A pesquisa objetiva compreender e analisar a ação mediadora do professor no desenvolvimento de atividades lúdicas no meio aquático e a interação de uma criança autista com os colegas não deficientes nas aulas. A metodologia baseia-se em um estudo qualitativo do tipo estudo de caso. Os sujeitos foram 14 crianças da Educação Infantil da UFES com desenvolvimento típico e uma com autismo, oriunda da comunidade de Vitória-ES. Conclui que as atividades lúdicas no meio aquático foram benéficas para a criança autista, tanto no sentido da ampliação de seus movimentos e vivências de brincar, como também em suas relações com os professores e colegas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Relato de pesquisa