Os JOGOS DE REGRAS E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO LÓGICO-ARITMÉTICO EM CRIANÇAS

Autores

  • Ricardo Leite CAMARGO ESALQ - USP
  • Maurício BRONZATTO Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - São Roque-SP

DOI:

https://doi.org/10.36311/1984-1655.2015.v7n2.p58-77

Palavras-chave:

Jogos. Jogos de regras. Desenvolvimento infantil. Aprendizagem infantil. Desenvolvimento lógico-aritmético.

Resumo

Este artigo pretende discutir, numa abordagem construtivista piagetiana, a eficácia do uso de jogos de regras para o desenvolvimento lógico-aritmético infantil. De acordo com Jean Piaget, ao jogar, a criança desenvolve suas percepções, sua inteligência, suas tendências à experimentação e seus instintos sociais. Os jogos, por serem uma atividade reconhecidamente prazerosa e com sentido imediato para a criança, garantem o seu interesse e motivação, além de tornarem a educação mais compatível com o desenvolvimento infantil. O contexto do jogo favorece, entre outros aspectos, a antecipação, a troca de pontos de vista, a argumentação para a defesa de ideias, a superação de conflitos e contradições, a tomada de decisões e a coordenação de informações – competências que podem ser generalizadas para diversas situações, dentro e fora do ambiente escolar. Os jogos podem contribuir também para que as crianças com dificuldades de aprendizagem venham a superá-las e mudem gradativamente a imagem negativa do aprender, de modo que esta experiência se torne interessante e desafiadora. O presente artigo também discute algumas posturas construtivas do educador na proposição dos jogos de regras, visando a um melhor proveito na utilização desse recurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRONZATTO, Maurício; CAMARGO, Ricardo Leite. Moral e afetividade em Piaget: “Os movimentos íntimos da consciência” em O Juízo Moral na Criança. Schème: Revista Eletrônica de
Psicologia e Epistemologia Genéticas, v.3, n.5, jan-jul. 2010. Disponível em
http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/scheme/article/view/1969/1621. Acesso
em 27/04/2015.
CAMARGO, Ricardo Leite. A intervenção pedagógica e o desenvolvimento do raciocínio lógico:
o uso de jogos e atividades específicas para a construção das estruturas lógicas elementares.
Tese de doutorado. UNICAMP / FE, Campinas, 2002.
CHATEAU, Jean. O jogo e a criança. São Paulo: Summus, 1987.
FREIRE, João Batista. Jogo: entre o riso e o choro. Campinas: Autores Associados, 2002.
KAMII, Constance; HOUSMAN, Leslie Baker. Crianças pequenas reinventam a aritmética: implicações da teoria de Piaget. Tradução Cristina Monteiro. 2.ed. Porto Alegre: Artmed,
2002.
KAMII, Constance; JOSEPH, Linda Leslie. Crianças pequenas continuam reinventando a aritmética (séries iniciais): implicações da teoria de Piaget. Tradução Vinicius Figueira. 2. ed. Porto
Alegre: Artmed, 2005.
KAMII, Constance; DEVRIES, Rheta. Jogos em grupo na educação infantil: implicações da teoria
de Piaget. Prefácio Jean Piaget. Tradução Marina Célia Dias Carrasqueira. Porto Alegre: Artmed, 2009.
MACEDO, Lino de; PETTY, Ana Lúcia Sícoli; PASSOS, Norimar Christe. Aprender com jogos e
situações-problema. Porto Alegre: Artmed, 2000.
MACEDO, Lino de; PETTY, Ana Lúcia Sícoli; PASSOS, Norimar Christe. Os jogos e o lúdico na
aprendizagem escolar. Porto Alegre: Artmed, 2005.
MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto; CAMARGO DE ASSIS, Mucio (Orgs.). PROEPRE: Fundamentos teóricos da educação infantil II. 2 ed. Campinas: Gráfica FE; R. Vieira, 2002.
Volume 7 Número 2 – Ago-Dez/2015 77
www.marilia.unesp.br/scheme
ISSN: 1984-1655
MUNARI, A. Jean Piaget, in Construtivismo e Educação. Orgs. Mucio Camargo de Assis e Orly
Z. Mantovani de Assis. Laboratório de Psicologia Genética, FE/UNICAMP, 1995.
PALERMO BRENELLI, Rosely. Intervenção pedagógica, via jogos Quilles e Cilada, para favorecer a construção de estruturas operatórias e noções aritméticas em crianças com dificuldades de
aprendizagem. Tese de Doutorado. UNICAMP, Faculdade de Educação, Campinas SP, 1993.
PIAGET, Jean. L'équilibration des structures cognitives: problème central du développement.
Paris: PUF, 1975.
______. Psicologia e pedagogia. Tradução de Dirceu Accioly Lindoso e Rosa Maria Ribeiro da
Silva. 4.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1969/1976.
________. Recherches sur l'abstraction réfléchissante: l'abstraction des relations logicoarithmétiques. Paris: PUF, 1977 (2 vols.).
______. Para onde vai a educação? Rio de Janeiro: José Olympio, 1948/1988.
______. O juízo moral na criança. Tradução Elzon Lenardon. 2. ed. São Paulo: Summus,
1932/1994.
______. Seis estudos de psicologia. Tradução: Maria Alice Magalhães D’Amorim e Paulo Sérgio
Lima Silva. 24.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1999.
SOUZA, Maria Thereza C. C. Intervenção psicopedagógica: como e o que planejar. In: Fermino
F. Sisto; Gislene C. Oliveira; Lucila D. T. Fini; Maria Thereza Costa Coelho de Souza; Rosely P.
Brenelli. (Org.). Atuação psicopedagógica e aprendizagem escolar.Petrópolis: Vozes, 1996, p.
113-126.
ZAIA, Lia Leme. A solicitação do meio e a construção das estruturas operatórias em crianças
com dificuldades de aprendizagem. Tese de doutorado. UNICAMP / FE, Campinas, 1996.

Downloads

Publicado

2016-01-31

Edição

Seção

Artigos