Dialética, Complexidade e a Abordagem Sistêmica: por uma Reconciliação Crítica

Autores

  • Poe Yu-Ze Wan Poe Yu-ze Wan é Professor associado do Departamento de Sociologia da Universidade Sun Yat-Sen, Taiwan.

DOI:

https://doi.org/10.36311/0102-5864.2018.v55n1.03.p19

Palavras-chave:

Mario Bunge, Friedrich Engels, emergentismo.

Resumo

Este artigo tenta avaliar as críticas importantes, mas amplamente ignoradas de Mario Bunge à dialética, entendida aqui segundo a acepção de Friedrich Engels e Leon Trotsky. Argumenta-se que, embora algumas das críticas de Bunge sejam importantes, os princípios que permeiam o trabalho de cientistas dialéticos (como Stephen Rose, Lewis, Lewontin, Stephen Jay Gould, etc.) são ainda compatíveis com a aproximação sistêmica e emergentista de Bunge. Finalmente, inferimos que a dialética é melhor compreendida se analisada como uma ferramenta heurística, podendo, se assim utilizada, ser útil para cientistas fortalecerem ou refinarem seus próprios princípios metodológicos, facilitando assim a pesquisa empírica em si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Poe Yu-Ze Wan, Poe Yu-ze Wan é Professor associado do Departamento de Sociologia da Universidade Sun Yat-Sen, Taiwan.

Poe Yu-ze Wan é Professor associado do Departamento de Sociologia da Universidade Sun Yat-Sen, Taiwan. Atualmente possui interesses de pesquisa que incluem Sociologia (especialmente inovações em Taiwan e na América Latina), Teoria Social (em específico a tradição marxiana, além da relação entre teoria evolutiva e teoria social), e a Filosofia da Ciência Social (principalmente pensamento de sistemas, a questão da emergência, e o projeto da chamada “sociologia análitca”). E-mail: poewan2003@gmail.com.

Downloads

Publicado

2018-06-30