Gestão escolar e Cienciometria

estudo sobre o volume de publicações científicas na base Scielo Brasil

Autores

  • José Nunes da Silva Filho Prefeitura Municipal da Estância Turística de Paraguaçu Paulista - Departamento Municipal de Educação
  • Camila Damaceno Universidade Federal de São Carlos UFSCAR

DOI:

https://doi.org/10.36311/2236-5192.2021.v22esp2.p121

Palavras-chave:

Cienciometria, Gestão Escolar, Produção Científica

Resumo

A gestão escolar (GE) é um conjunto de atividades e tarefas administrativas que gera inúmeros desafios. Prática ordenada e complexa que visa, através da participação e do planejamento coletivo, gerar e organizar a autonomia da unidade escolar. Objetivo geral: analisar e descrever o volume da produção científica em GE ao longo dos últimos anos, computados a partir da biblioteca on-line SciELO Brasil. Método: trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagens qualitativas e quantitativas. O acesso e a busca dos dados aconteceram durante a primeira quinzena do mês julho de 2021, catalogando o número total de publicações e suas respectivas datas sobre a temática GE. Para analisar os resultados, realizou-se uma estatística simples, com mensurações da frequência, gráficos e tabelas, via software Excel, versão 2016. Para a comparação entre as médias, utilizou-se de análise não paramétrica com o teste U de Wilcoxon-Mann-Whitney. Resultados: foram refinados um volume total de 316 artigos no formato International Organization for Standardization (ISO 690) em cinquenta e oito periódicos diferentes e escritos em quatro idiomas distintos, incluindo o Português. Conclusão: conclui-se que especificamente na biblioteca on-line SciELO, houve ao longo dos últimos anos, um crescimento significativo do número de produção científica acerca do tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Nunes da Silva Filho, Prefeitura Municipal da Estância Turística de Paraguaçu Paulista - Departamento Municipal de Educação

Departamento de Educação da Estância Turística de Paraguaçu Paulista - SP; Mestre em Ciências do Exercício e do Esporte (PPGCEE/UERJ); Especialista em Gestão Escolar, Orientação Escolar e Supervisão Escolar (UNINA)

Camila Damaceno, Universidade Federal de São Carlos UFSCAR

Graduada em Pedagogia e Graduanda em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos. Pós-Graduada em Gestão escolar (UNINA).

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado. 1988.

BRASIL. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da educação nacional. Legislação, Brasília, DF, dez. 1996.

BRASIL. Análise sobre a Expansão das Universidades Federais 2003 a 2012. Relatório da Comissão Constituída pela Portaria nº 126/2012. Ministério da Educação/MEC. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Presidente Lula entrega campi de universidades e institutos federais. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/ultimas-noticias/212-educacao-superior-1690610854/16096-presidente-lula-entrega-campi-de-universidades-e-institutos-federais>. Acessado em: 02.Set.2021.

DAL-FARRA, R.A; FETTERS, MD. Recentes avanços nas pesquisas com métodos mistos: aplicações nas áreas de educação e ensino. Acta Scientiae, v. 19, n. 3, 2017.

DE MEDEIROS, E.A; AMORIM, G.C.C. Análise textual discursiva: dispositivo analítico de dados qualitativos para a pesquisa em educação. Laplage em revista, v.3(3), p.247-60, 2017.

DE SOUZA, A.R. A pesquisa no campo da Gestão da Educação: algumas reflexões sobre as relações entre produção do conhecimento e a prática da gestão educacional. Retratos da Escola, v. 3, n. 4, 2009.

GOBBI, B.C. et al. Uma boa gestão melhora o desempenho da escola, mas o que sabemos acerca do efeito da complexidade da gestão nessa relação?. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, v. 28, p. 198-220, 2019.

LAKATOS, E.M; MARCONI, M.A. Metodologia da pesquisa cientifica: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2010. 244p.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 6.ed. rev. e ampl. São Paulo: Heccus Editora, 2013.

LOURENÇO FILHO, M. B. Organização e Administração Escolar: curso básico. 8ª ed. Brasília: INEP/MEC, 2007.

LUCK, H. Gestão Educacional: uma questão paradigmática. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

LUCK, H. Dimensões da Gestão Escolar e suas Competências. Curitiba: Ed. Positivo. 2009.

MACIAS-CHAPULA, C.A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da informação, v. 27, n. 2, 1998.

MACÍAS-CHAPULA, C.A. Papel de la informetría y de la cienciometría y su perspectiva nacional e internacional. Acimed, v. 9, p. 35-41, 2001.

MENEGHINI, Rogério. Avaliação da produção científica e o Projeto SciELO. Ciência da Informação, v. 27, n. 2, p.219-20, 1998.

OCDE. PISA 2018 results. Disponível em:<https://www.oecd.org/pisa/publications/pisa-2018-results.htm>. Acessado em: 04.Set.2021.

PAULINO, C. D. et al. Glossário Inglês-Português de Estatística. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Estatística e Associação Brasileira de Estatística. p.95, 2011.

PACKER, Abel Laerte. SciELO: uma metodologia para publicação eletrônica. Ciência da informação. v. 27, n. 2, p.109-21, 1998.

PELLIZZON, R.F; POBLACIÓN, D.A; GOLDENBERG, S. Pesquisa na área da saúde: seleção das principais fontes para acesso à literatura científica. Acta Cirurgica Brasileira, v. 18, n. 6, p. 493-496, 2003.

POLATO, A. NADAL, P. Gestão Escolar: como atua o trio gestor. 2010. Disponível em:<https://gestaoescolar.org.br/conteudo/681/como-atua-o-trio-gestor>. Acessado em: 16.Ago.2021.

RESENDE, TF; SILVA, G.F. A relação família-escola na legislação educacional brasileira (1988-2014). Ensaio: Avaliação e políticas públicas em educação, v. 24, p. 30-58, 2016.

SANTOS, S.M.M; CASTRO, S.B.D. Gestão Escolar em Feira de Santana: análise dos textos oficiais. Educação & Realidade, v. 45, 2020.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO PARANÁ (SEED, 2021). Disponível em:<http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/gestao_escolar_diretores.pdf>. Acessado em: 12.Ago.2021.

SILVA FILHO, JN. Volume de publicações científicas sobre Educação Ambiental na base SciELO Brasil: um estudo de cienciometria. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 14, n. 1, p. 207-221, 2019.

SOUZA, A. R. Perfil da Gestão da Escola no Brasil. Tese (Doutorado em Educação). São Paulo: PUC-SP, 2007.

SOUZA, C.D de; FILIPPO, D. De; CASADO, E.S. Crescimento da atividade científica nas universidades federais brasileiras: análise por áreas temáticas. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 23, p. 126-156, 2018.

SOPHIA. Gestão escolar: Quem são os responsáveis e como eles atuam. Disponível:<https://www.sophia.com.br/blog/gestao-escolar-quem-sao-os-responsaveis-e-como-eles-atuam>. Acessado em: 17.Ago.2021.

SciELO. Modelo de publicação eletrônica para países em desenvolvimento. Disponível em:http://old.scielo.org/php/level.php?lang=pt&component=56&item=1>. Acessado em 08.Jul.2021.

SPINAK, E. Indicadores cienciométricos. Ciência da informação, v. 27, n. 2, 1998.

TAGUE-SUTCKIFFE, J. An introduction to informetrics. Information Processing & Management, v. 28, n. 1, p. 1-3, 1992.

TAGUE-SUTCKIFFE, J. An introduction to informetrics. Information Processing & Management, v. 28, n. 1, p. 1-3, 1992.

VANTI, N.A.P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

VIEIRA, A.E.R; BUSSOLOTTI, J.M. GESTÃO ESCOLAR. Interação-Revista de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 20, n. 1, p. 45-70, 2018.

Downloads

Publicado

2021-12-22