Educação profissional e formação para a cidadania

entre legislações e possibilidades pedagógicas

Autores

  • Laís Barbosa Patrocino Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG

DOI:

https://doi.org/10.36311/2236-5192.2021.v22esp2.p27

Palavras-chave:

educação profissional., educação para a cidadania, diretrizes curriculares

Resumo

O artigo discute a formação para a cidadania na Educação Profissional. Para tanto, procedese a uma análise histórica das legislações brasileiras em torno da Educação Profissional, bem como de suas Diretrizes Curriculares, de modo a identificar como o tema da cidadania permeia as perspectivas políticas para esse segmento da educação. Além disso, discute-se perspectivas educacionais de formação para a cidadania à luz de Paulo Freire e práticas pedagógicas que podem ser introduzidas no cotidiano educacional voltadas para esse objetivo. Há uma nova guinada conservadora nas propostas para a Educação Profissional que pode ser enfrentada no cotidiano pedagógico com práticas voltadas para a formação para a cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANPED. Nota De Repúdio às Novas Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Profissional e Tecnológica. 20 de janeiro de 2021. Disponível em: <https://anped.org.br/news/nota-de-repudio-novas-diretrizes-curriculares-nacionais-para-educacao-profissional-e>. Acesso em 24 de fevereiro de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Orientações Curriculares Nacionais. Brasília, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 1999.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio, 2012.

BRASIL. Novas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio, 2021.

BRASIL. Constituição (1937). Constituição dos Estados Unidos do Brasil. Rio de Janeiro, 1937.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

CIAVATTA, M. O Trabalho como Princípio Educativo: uma investigação teórico-metodológica (1930-1960). 1990. Tese de Doutorado/ Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro.

CNE. Parecer n.16/1999. Institui as diretrizes curriculares nacionais para a educação profissional de nível técnico. Documenta (456) Brasília, set.1999.

CNE. Parecer n. 5/2011. Institui as diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio. Brasília, mai., 2011.

CUNHA, Luís Antônio. Ensino médio e ensino profissional: da fusão à exclusão. Tecnologia e Cultura, ano 2, 2: 25-42, jul.-dez., 1998.

DAYRELL, Juarez Tarcísio. A escola faz as juventudes? Reflexões em torno da socialização juvenil. Educação e Sociedade, Campinas: vol.28, no.100, oct., 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 12. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

____________. Extensão ou comunicação?. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. (Orgs.) A Formação do Cidadão Produtivo: a cultura de mercado no ensino médio técnico. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006.

_______________________________________. Educar o trabalhador cidadão produtivo ou o ser humano emancipado? Trabalho, Educação e Saúde, 1 (1): 45-60, 2003.

GOMES, Nilma Lino. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Currículo sem Fronteiras, v. 12, n. 1, p. 98-109, jan./abr. 2012.

MOURA, Dante Henrique; FILHO, Domingos Leite Lima; SILVA, Mônica Ribeiro. Politecnia e formação integrada: confrontos conceituais, projetos políticos e contradições históricas da educação brasileira. Revista Brasileira de Educação, v. 20, n. 63, out.-dez. 2015.

RAMOS, Marise Nogueira. História e Política da Educação Profissional. Curitiba: IFPR-EAD, 2014.

ZHOURI, Andréa. Justiça ambiental, diversidade cultural e accountability: desafios para a governança ambiental. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 23 no. 68, 2008.

Downloads

Publicado

2021-12-22