A Construção da Paz Perpétua como Teoria Liberal da Política Internacional/The Building of Perpetual Peace as the Liberal Theory of International Politics

Autores

  • Marcelo Fernandes de Oliveira Unesp/Marília
  • Camilla Silva Geraldello Centro Universitário Moura Lacerda

DOI:

https://doi.org/10.36311/2237-7743.2016.v5n3.12.p696

Resumo

Este artigo busca demonstrar como argumentos centrais da obra de autores clássicos da Política identificados com o pensamento liberal foram incorporados no início do século XX como base fundadora da teoria da Paz Perpétua na disciplina de Relações Internacionais. Desde então, uma gama de autores contribuiu na elaboração do modelo teórico liberal da Política Internacional. O liberalismo, no campo das ideias, foi derrotado pelo realismo nas discussões teóricas na origem da disciplina ao longo do século XX. Entretanto, retornou ao debate durante os anos 1970. O auge do pensamento político liberal na construção da chamada Paz Perpétua na disciplina de Relações Internacionais ocorreu no fim do século XX, a partir da teoria da interdependência. Contudo, no início do século XXI, a tese liberal caiu em descrédito, consolidando a possibilidade de renovação do debate teórico para além da dicotomia clássica Liberalismo X Realismo na Política Internacional.

Palavras-chave: Clássicos da Política; Teoria Liberal da Paz Perpétua; e Política Internacional.

 

 

Abstract: This article seeks to demonstrate how central arguments in the work of classic Politics authors identified with liberal thought were built in the early XX century as the founding basis of the theory of Perpetual Peace in the discipline of International Relations. Since then, a range of authors helped draft the liberal theoretical model of International Politics. Liberalism in the field of ideas, was defeated by realism in theoretical discussions at the origin of the discipline during the XX century. However, it returned to the debate during the 1970s. The heyday of liberal political thought in building called Perpetual Peace in the discipline of International Relations took place in the late twentieth century, from the theory of interdependence. However, at the beginning of the XXI century, the liberal theory fell into disrepute, consolidating the possibility of renewing the theoretical debate beyond the classical dichotomy Liberalism X Realism in International Politics.

Keywords: Politics Classicals; Perpetual Peace Lliberal Theory; and International Politics.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marcelo Fernandes de Oliveira, Unesp/Marília

Livre Docente em Teoria das Relações Internacionais, Professor da UNESP –Campus de Marília, Pesquisador do IGEPRI (Instituto de Gestão Pública e Relações Internacionais e Bolsista PQ – Nível 2 do CNPQ.

Camilla Silva Geraldello, Centro Universitário Moura Lacerda

Professora de Relações Internacionais e Economia no Centro Universitário “Moura Lacerda”/Ribeirão Preto. Pesquisadora do Instituto de Gestão Pública e Relações Internacionais (IGEPRI) e da Rede de Pesquisa em Política Externa e Regionalismo (REPRI).

Downloads

Publicado

2017-02-07

Como Citar

OLIVEIRA, M. F. de; GERALDELLO, C. S. A Construção da Paz Perpétua como Teoria Liberal da Política Internacional/The Building of Perpetual Peace as the Liberal Theory of International Politics. Brazilian Journal of International Relations, Marília, SP, v. 5, n. 3, p. 696–719, 2017. DOI: 10.36311/2237-7743.2016.v5n3.12.p696. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/bjir/article/view/6697. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 > >>