Qualidade de Vida no Trabalho: a percepção dos servidores públicos

Palavras-chave: saúde do trabalhador, Gestão de Pessoas, Qualidade de Vida no Trabalho

Resumo

O estudo objetivou investigar junto aos trabalhadores quais aspectos que podem influenciar na qualidade de vida no trabalho e oferecer elementos para o desenvolvimento de ações futuras que contribuam para um ambiente laboral de bem-estar e satisfação. Utilizou-se metodologia quantitativa de corte transversal por meio de questionário criado por Walton (1973) que avalia qualidade de vida no trabalho em 8 dimensões e 36 subdimensões.  Os resultados indicaram  que   existe satisfação com o trabalho na maioria das dimensões avaliadas, o que sugere um ambiente de trabalho que contribui para a boa qualidade de vida dos servidores. Contudo, em todas as dimensões avaliadas existe algum grau de insatisfação e um elevado número de neutralidade possibilitando inferir que o método adotado pode não ter contribuído para expressões mais genuínas.

Submetido em: 23/05/2018
Aceito em: 10/06/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Marcos Nunes BENEVENUTE, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo

Mestre em Administração de Empresas, Técnico de Enfermagem da Unidade do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (SIASS) do Instituto Federal do Espírito Santo, Campus de Alegre. Alegre, Espírito Santo, Brasil.

Sheila Ataíde Domingues de SOUZA, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo

Mestre em Psicologia, Psicóloga do Instituto Federal do Espírito Santo, Campus de Alegre. Alegre, Espírito Santo, Brasil.

Ângela Maria do Amaral Abreu CARVALHO, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo

Mestre em Educação Agrícola, Coordenadora Geral de Gestão de Pessoas no Instituto Federal do Espírito Santo, Campus de Alegre. Alegre, Espírito Santo, Brasil.

Publicado
2019-06-28
Seção
Artigos