Os contornos da estratégia imperial da política externa dos Estados Unidos no pós-Guerra Fria: uma leitura crítica

The imperial strategy of the US foreign policy in the Post-Cold War Era: a critical reading

  • Leandro Carlos Dias Conde Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. (IESP-UERJ). http://orcid.org/0000-0002-1991-9792
Palavras-chave: política externa, EUA, guerra fria, pós-guerra fria

Resumo

O artigo apresenta a política externa dos Estados Unidos como continuidade do período da Guerra Fria. Objetiva-se analisar a política externa dos Estados Unidos no pós-Guerra Fria como continuidade, tendo ela se tornado mais violenta em um contínuo crescente do poder dos EUA na ordem global desde o fim da Guerra Fria. Para tanto, assumimos uma postura crítica buscando analisar os fatos históricos mobilizados em relação ao papel dos EUA nesse período. Portanto, pretende-se analisar os novos contornos do sistema internacional no pós-Guerra Fria em relação ao papel de superpotência dos Estados Unidos. Discutindo o papel dos EUA nesse período, assim como o seu papel na economia política internacional do pós-Guerra Fria, como instrumento de política externa, no sentido de manter e estender o seu poderio.

 

Abstract: This paper presents US foreign policy as a continuation of the Cold War period. It aims to analyze US foreign policy in the post-Cold War era as a continuation, having become more violent in a steadily growing US power in the global order since the end of the Cold War. To do so, we took a critical stance to analyze the historical facts mobilized in relation to the role of the United States in this period. Therefore, we intend to analyze the new contours of the international system in the post-Cold War period in relation to the role of the United States as a superpower. Discussing the role of the United States in this period, as well as its role in the post-Cold War international political economy, as an instrument of foreign policy, to maintain and extend its power.

Keywords: Foreign Policy; United States; Cold War; Post Cold War.

 

 

Recebido em: agosto/2017

Aprovado em: maio/2018

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIANCHI, Álvaro. Hegemonia em tempos de cólera: a difícil construção de uma ordem mundial. Revista Outubro, nº 8, 2003.
BORON, Atílio A. A questão do imperialismo. In BORON, A.A. et al (org.). A teoria marxista hoje. Problemas e perspectivas. Buenos Aires: CLACSO, 2007.
CONDE, L. C. D. Continuidades da Política Externa Norte-Americana no Pós-Guerra Fria: Os Imperativos da Democracia e do Mercado. Rev. Conj. Aust. | Porto Alegre | v.6, n.29 | p. 75-96 | abr./mai. 2015.
CHOMSKY, Noam A. Contendo a Democracia. Rio de Janeiro: Editora Record, 2003.
__________________. O Império Americano: hegemonia ou sobrevivência. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
FIORI, José Luís. O Poder Americano. Petrópolis, Rj: Vozes, 2007.
______________. O sistema interestatal capitalista no início do século XXI. In, FIORI, J. L. et al (org.) O mito do colapso do poder americano. Rio de Janeiro: Record, 2008.
FUKUYAMA, Francis. The end of history?. The National Interest, 1989
__________________. The end of history and the last man. New York: The Free Press, 1992.
GARCIA, Ana Saggioro. Hegemonia e Imperialismo: Caracterizações da Ordem Mundial Capitalista após a Segunda Guerra Mundial. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, vol. 32, nº 1, janeiro/junho 2010, p. 155-177.
GOWAN, Peter. A roleta global: uma aposta Faustiana de Washington para a dominação do mundo. Rio de Janeiro: Editora Record, 2003.
GUIMARÃES, Cesar. Envolvimento e Ampliação: A política externa dos Estados Unidos. In: GUIMARÃES, Samuel. P. (Org.) Estados Unidos: visões brasileiras. Brasília: Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais, Fundação Alexandre de Gusmão, 2000.
HUNTINGTON, Samuel P. O choque das civilizações e a recomposição da ordem mundial. Rio de Janeiro: Objetiva, 1997.
PANITCH, Leo; GINDIN, Sam. Capitalismo global e império norte-americano. Socialist Register. Buenos Aires: CLACSO, 2004.
VILAS, Carlos M. Las “idas” y “regressos” del Estado. Utopía y Práxis Latinoamericana. Año 15, nº 43, 2010.
WOOD, Ellen Meiksins. El imperio del capital. Madrid: El Viejo Topo, 2003.
Publicado
2018-09-17
Seção
Artigos