[1]
R. F. Nobre, “Nietzsche e a estilização de um caráter”, Trans/Form/Ação, vol. 29, nº 2, p. 181–202, dez. 2006.