[1]
G. Berkeley, “Dos infinitos”, Trans/Form/Ação, vol. 28, nº 2, p. 47–51, dez. 2005.