[1]
G. Piaia, “Os tesouros de Crateto: sobre a validade do estudo histórico da filosofia”, TRANS/FORM/AÇÃO: Revista de Filosofia, vol. 25, nº 1, p. 19–28, jan. 2002.