[1]
S. G. Ferrer, “LA FELICIDAD COMO IDEAL DE LA IMAGINACIÓN”, Trans/Form/Ação, vol. 34, nº 2, p. 21–52, out. 2011.