[1]
C. F. Meurer e N. M. de Figueiredo, “Comentário a ‘O externalismo semiótico ativo de C. S. Peirce e a cantoria de viola como signo em ação’: Em busca de uma ontologia para o paradigma 4e”, Trans/Form/Ação, vol. 44, nº 3, p. 205–210, ago. 2021.