Santiago, H. (2007) “O filósofo espinosista precisa criar valores?”, TRANS/FORM/AÇÃO: Revista de Filosofia, 30(1), p. 127–149. doi: 10.1590/S0101-31732007000100010.