“Duas ou três coisas sobre Antonio Candido” (1995) Trans/Form/Ação, 18, p. 43–50. doi:10.1590/S0101-31731995000100005.