Comentário a “Para velhas perguntas, novas e melhores respostas: da engenharia conceitual ao aprimoramento erotético”: de conceitos a perguntas, de perguntas a conceitos. (2023). Trans/Form/Ação, 46, 141-146. https://doi.org/10.1590/0101-3173.2023.v46esp1.p141