Algumas considerações sobre o estatuto do psicológico no "Projeto" freudiano. (1994). Trans/Form/Ação, 17, 151-166. https://doi.org/10.1590/S0101-31731994000100012