[1]
Stegmaier, W. 2010. Tradução: Nietzsche como destino da filosofia e da humanidade? Interpretação contextual do § 1 do capítulo "Por que sou um destino", de Ecce Homo. TRANS/FORM/AÇÃO: Revista de Filosofia da Unesp. 33, 2 (dez. 2010), 241–278.