MACABEIA LISPECTOR AMARAL

Autores

  • Aurélio Gonçalves de LACERDA

DOI:

https://doi.org/10.36311/1808-8473.2006.v1n3.1379

Resumo

Produzido em 1985, o Filme A Hora da Estrela é o primeiro longa-metragem de Suzana Amaral. Reconhecido pela crítica como uma das melhores adaptações da obra de Clarice Lispector para o cinema, o Filme conquistou muitos prêmios como o do Festival de Brasília, no mesmo ano de sua produção, levando nove dos onze Candangos, dentre eles – o de melhor direção, melhor roteiro, melhor atriz, melhor ator, melhor fotografia. Premiado também no Festival de Berlim, com a melhor atriz, e no de Havana, com o Coral Negro, prêmio máximo. A história de Macabéa, a mulher nordestina/sertaneja, migrante de Alagoas para o Rio de Janeiro, migra das páginas do romance a Hora da Estrela, de Clarice Lispector, para a tela de Suzana Amaral e, daí para o mundo. História pungente, trágica, patética, põe em questão o sentido da existência humana, a dilaceração do ser humano submetido às engrenagens das cidades grandes desumanizados. Irônica, a obra de Clarice levada ao cinema constitui-se em alegoria da saga da vida e da morte dos filhos de uma “resistente raça anã e teimosa”, ou seja, dos “humilhados e ofendidos”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

LACERDA, A. G. de. (2011). MACABEIA LISPECTOR AMARAL. BALEIA NA REDE, 1(3). https://doi.org/10.36311/1808-8473.2006.v1n3.1379