Capitalismo como prática social?

Os potenciais e desafios de uma aproximação entre o practice turn em teoria social e a interpretação do capitalismo

Palavras-chave: filosofia social, capitalismo, prática social

Resumo

Este artigo procura apresentar e discutir tentativas recentes em filosofia social de analisar e interpretar o capitalismo a partir de uma perspectiva praxeológica. O practice turn em teoria social procurou superar o dualismo entre agência e estrutura, ou entre ação e sistema, por meio da noção de prática social. Seria possível então interpretar o capitalismo como um tipo especifico de prática social? Para tentar encaminhar esta questão, apresento brevemente, em um primeiro momento, em que consiste o practice turn em teoria social. Num segundo momento, analiso e discuto a proposta de Rahel Jaeggi de conceber a economia como uma rede de práticas sociais. Em seguida, exponho e avalio a tentativa de Christian Lotz em ver no dinheiro a chave para compreender aquilo que ele chama de esquema capitalista. Por fim, concluo chamando a atenção para os potenciais e desafios ligados ao empreendimento de interpretar o capitalismo a partir de uma teoria da prática, sugerindo que talvez um aprofundamento na análise da plasticidade e diversidade do capitalismo possa ajudar a avançar neste campo.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo da Hora Pereira, Universidade Federal da Bahia

Doutor em Filosofia pela Université Paris-Nanterre e professor do Departamento de Filosofia da UFBA.

Publicado
2020-09-10
Seção
Artigos/Articles