Ordenação moral de mundo e justificação da existência em Schopenhauer

Palavras-chave: Arthur Schopenhauer, Metafísica, Pessimismo Filosófico, Ordenação moral de mundo, Justificação da existência

Resumo

Arthur Schopenhauer ficou conhecido como o pensador do “pessimismo filosófico”. Trata-se de uma doutrina que, em linhas gerais, apresenta uma determinada interpretação acerca do valor do mundo, mas que, em seu sentido ainda mais básico, questiona a possibilidade de atribuição de valor ao todo da existência: há “justificação” (Rechtfertigung) para a existência? A partir da resposta a essa pergunta, o filósofo alemão desenvolve sua “metafísica da vontade” e, como seu desdobramento, sua teoria da “redenção” (Erlösung), ou soteriologia. Entretanto, o “filósofo do pessimismo” também afirma, em sua obra, que há uma “ordenação moral de mundo” (moralische Weltordnung) e um “significado moral da existência” (moralische Bedeutung des Daseyns), o que parece ir na direção oposta ao “pessimismo”. O presente artigo analisa o significado das noções de ordenação moral de mundo e justificação da existência no pensamento de Schopenhauer, a fim de demonstrar em que medida significado moral da existência e pessimismo filosófico se relacionam no pensamento do autor.

Recebido: 18/09/2017
Aceito: 29/06/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wander Andrade de Paula, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Professor Adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Possui Graduação (Bacharelado e Licenciatura), Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), tendo sido o Doutorado desenvolvido em parceria com a Ernst-Moritz-Arndt-Universität Greifswald (Alemanha), e o Pós-Doutorado em parceria com a Radboud Universiteit Nijmegen (Holanda). É membro do Grupo Crítica e Modernidade (CriM), da UNICAMP, e do Grupo Crítica e Subjetividade, da UFES. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia, Ética e Filosofia alemã do séc. XIX, especialmente Arthur Schopenhauer e Friedrich Nietzsche.

Publicado
2020-03-30
Seção
Artigos/Articles