Esclarecimento e educação em Kant: a autonomia como um projeto de melhoramento humano

Palavras-chave: Educação, Formação Humana, Esclarecimento

Resumo

A presente exposição propõe a tese, com base no pensamento de Immanuel Kant (1724-1804), de que educação e melhoramento humano são noções que se implicam necessariamente. Isto significa que não se pode conceber, desde a posição kantiana, uma proposta pedagógica cujo cume não desemboque na construção de si do sujeito como instância racional teórico-prática. Partimos, pela leitura imanente da opera kantiana, da necessidade da admissão da unidade da razão para se desdobrarem os argumentos que pretendem justificar a posição da pedagogia como o cumprimento do ideal de Esclarecimento moderno, que articula em seu bojo o desenvolvimento do indivíduo seja do ponto de vista teórico-especulativo, seja daquele moral. Ao fim e ao cabo, a proposta da educação coincide com a proposta do Esclarecimento que, por sua vez, nada mais é que aquela da autoconstrução do sujeito como senhor de si mesmo, como horizonte aberto em permanente aprimoramento.

Recebido: 02/09/2017
Aceito: 28/08/2018

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Edmar Lima Filho, Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Professor Adjunto do Curso de Filosofia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Sobral, CE – Brasil. https://orcid.org/0000-0003-2564-2651 E-mail: semedmar@yahoo.com.br
Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará. Líder do Grupo de Pesquisas Ludwig Feuerbach e pensamento pós-hegeliano (GPELF/UVA-CNPq), membro pesquisador do Grupo de Pesquisa em Filosofia da Religião (GEPHIR/UVA-CNPq) e do Laboratório de Estudos Hegelianos (LEH/UVA-FUNCAP).

Publicado
2019-06-22
Seção
Artigos/Articles