Teses ad Feuerbach e a educação

Palavras-chave: Ontologia marxiana, Educação, Crítica

Resumo

O presente texto aborda as Teses ad Feuerbach elaboradas por Marx com intuito de extrair elementos de ordem onto-metodológica que possam subsidiar a reflexão à filosofia da educação. Entendemos, na esteira de Lukács e Mészáros, que o pensamento marxiano se distingue qualitativamente do padrão de cientificidade moderno em razão da instauração de uma ontologia de base materialista e dialética do ser social. Isto significa que a teoria social marxiana possui como seu núcleo mais essencial a historicidade na abordagem ontológica dos fenômenos sociais, buscando compreendê-los em sua gênese e na função social que desempenham no processo de reprodução social. Com isso, no texto aqui em debate, tratamos da radicalidade revolucionária do escrito abordado em suas potencialidades ao debate educacional.

Recebido: 24/07/2016
Aceito: 13/08/2018

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Rossi, UFMS - Campo Grande - MS

Docente vinculado à Faculdade de Educação, ao Programa de Pós-Graduação em Educação e ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS – Brasil. https://orcid.org/0000-0001-8544-3756 E-mail: rafaelrossied@gmail.com
Licenciado e Mestre em Geografia pela Unesp/FCT de Presidente Prudente, SP. Doutor em Educação pela UFMS.

Publicado
2019-06-22
Seção
Artigos/Articles