Comentário ao artigo " Morte impune, luto proibido: vida nua e vida precária em Giorgio Agamben e Judith Butler"

Palavras-chave: Vida precária, Foucault

Resumo

O excelente e original artigo de Reginaldo Oliveira Silva, “Morte impune, luto proibido: vida nua e vida precária em Giorgio Agamben e Judith Butler”, procura fazer confluir dois conceitos que já gozam de uma fortuna crítica considerável, vale dizer, vida nua e vida precária, respectivamente, em um terreno comum. Embora possamos enquadrar Agamben e Butler em algo como uma segunda geração daquilo que Peters (2000) chamou de pós-estruturalismo ou filosofia da diferença e, ainda que ambos colham diversas de suas hipóteses no canteiro aberto por Foucault, sobremaneira na hipótese biopolítica, essa singular aproximação nos é desconhecida, ao menos em pesquisa na língua nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raphael Guazzelli Valerio, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Professor adjunto do Departamento de Fundamentos Sócio-Filosóficos da Educação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Doutor em Educação (UNESP-Marília). 

Publicado
2020-09-10
Seção
Artigos/Articles