Comentário ao artigo Drones, imagem-tempo e o fim do poder soberano: a anomalia do político em Carl Schmitt

Palavras-chave: Comentário

Resumo

Se fosse possível traçar um bestiário schmittiano, as figuras mais importantes seriam, sem dúvidas, o Leviathan e o Behemoth. É bem sabido que estas são metáforas utilizadas para se referir à luta entre potências marítimas e potências terrestres. Todavia, no livro Land und Meer (Terra e mar), surgem outras figuras do peculiar bestiário: a baleia – de modo literal, cuja caça fora responsável pela expansão das navegações – e um pássaro, que insere outro elemento não apenas na zoologia, mas também na bárbara geopolítica de Schmitt.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deyvison Rodrigues Lima, Universidade Federal do Piauí

Professor no Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Publicado
2020-03-30
Seção
Artigos/Articles