PIAGET & FREIRE; EPISTEMOLOGIA E PEDAGOGIA

  • Fernando Becker Professor Titular e Docente Convidado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Palavras-chave: Convergência epistemológica, Convergência pedagógica, Pedagogia ativa, Expurgo

Resumo

O texto objetiva aproximar dois nomes mundialmente conhecidos na educação e na pedagogia: Jean Piaget e Paulo Freire. Visa a compreender como se pode trabalhar com duas teorias que, embora diversas em vários aspectos, sintonizam em concepções epistemológicas e pedagógicas fundamentais como acontece com os conceitos de interação e tomada de consciência (Piaget) cotejados, respectivamente, com diálogo e conscientização (Freire). Ambos pensadores explicam a formação do sujeito por processos ativados pela ação do próprio sujeito em interação ou diálogo com o entorno social, mas também físico. O texto explora primeiro convergências epistemológicas; em seguida, convergências pedagógicas em torno de uma pedagogia ativa. Não sem antes expressar a indignação com a pretensão recente, com poder de estado, de “expurgar” Freire da educação brasileira. E termina com um apelo, apoiado nos argumentos do próprio texto, para que essa afronta ao Patrono da Educação brasileira não se concretize.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-24
Seção
Artigos