DESENVOLVIMENTO MORAL E MARGINALIZAÇÃO SOCIAL: JULGAMENTO MORAL DE CRIANÇAS DE BAIRROS MARGINALIZADOS

Palavras-chave: Desenvolvimento moral, Julgamento moral, Marginação social

Resumo

O presente trabalho se refere a uma análise sobre o julgamento moral de crianças que vivem em condições de extrema pobreza e marginalizadas pela sociedade. Pesquisas brasileiras de caráter psicossocial pontaram importantes questões para a explicação do fenômeno de marginalização social e desenvolvimento cognitivo das crianças que vivem nas favelas brasileiras. A partir desses estudos, que apontam para as relações sociais que influenciam no desenvolvimento cognitivo dessas crianças, levantamos a questão do desenvolvimento moral. Assim, perguntamo-nos qual o processo do desenvolvimento moral das crianças que vivem na extrema pobreza e marginalizadas socialmente? Para esse fim, realizamos entrevistas junto a crianças de bairros marginalizados para verificarmos a tendência do julgamento moral e as causas do seu desenvolvimento. Os resultados mostraram um predomínio da moral heterônoma das crianças até dez anos de idade e um começo para a autonomia nas crianças de onze e doze anos. Concluímos que a opressão social e cultural dificulta decisivamente no seu dese

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, S. S. C. Jean Piaget e Paulo Freire: respeito mútuo, autonomia e Educação. Marília: Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2018, 139 f. Tese (doutorado em Educação) – Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2018.

ANGELUCCI, C.B.; KALMUS, J. PAPARELI, R.; PATTO, M.H.S. O estado da arte da pesquisa sobre fracasso escolar (1991-2002): estudo introdutório. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 51-72, jan/abr, 2004.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 59o ed. Rev. e atual. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

FREITAG, B. Sociedade e consciência: um estudo piagetiano na favela e na escola. São Paulo: Cortez, 1984.

MONTOYA, A. O. D. De que modo o meio social influi no desenvolvimento cognitivo da criança marginalizada? Busca de uma explicação através da concepção epistemológica de Jean Piaget. São Paulo: USP, 1983. 159 f. Tese (mestrado em Psicologia) - Curso de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1983.

______. Piaget e a criança favelada: Epistemologia genética, diagnóstico e soluções. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1996.

______; FRANÇA, C. A. P. R.; BATAGLIA, P. U. R., Abrigo ou casa?: desenvolvimento moral de crianças e adolescentes abrigados. Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2016.

PATTO, M. H. S. Privação cultural e educação pré-primaria. Rio de Janeiro, Livraria José Olympio Editora, 1973.

PERLMAN, J. E. O mito da Marginalidade: favelas e política no Rio de Janeiro. Tradução de Waldívia Marchiori Portinho. Prefácio de Fernando Henrique Cardoso. Coleção Estudos brasileiros, v. 18. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1977.

PIAGET, J. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Tradução de Álvaro de Carvalho e Christiano Monteiro Oiticica. 2o ed. Rio de Janeiro, Zahar, Brasilia, INL, 1975.

______, J. O Juízo Moral na Criança. Tradução Elzon Lenardon. São Paulo: Summus, 1994.

______, J. Os procedimentos da educação moral. In: PIAGET, J. (et. al.); MACEDO, L. de. (org.). Cinco estudos de educação moral. Coleção psicologia e educação. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1996.

TORRES, M. C. M. Impactos da ideia de pobre e de pobreza na institucionalização de crianças e adolescentes em regime de abrigamento. Marília: Universidade Estadual Paulista, 2015, 149 f. Tese (doutorado em Ciências Sociais) – Curso Ciências Sociais, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2015.
Publicado
2020-08-06
Seção
Artigos