A APRENDIZAGEM MATEMÁTICA NA CONCEPÇÃO DO ESTUDANTE E SUAS PERSPECTIVAS PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO MATEMÁTICO

Palavras-chave: Estudante de Matemática, Construção do conhecimento, Conhecimento matemático

Resumo

A presente investigação analisou os processos pedagógicos de ensino e aprendizagem e suas perspectivas para a construção do conhecimento matemático no Ensino Fundamental. Na presente abordagem, o foco da pesquisa se direciona para os relatos dos alunos, na intenção de analisar a aprendizagem matemática na concepção do estudante e suas perspectivas para a construção do conhecimento matemático. A pesquisa se configura como qualitativa, fazendo uso da entrevista como instrumento para coleta de dados. Como técnica para apreciação de dados optou-se pela análise de conteúdo de Bardin. A análise dos dados indica que os estudantes se fundamentam numa concepção empirista de conhecimento, sem, contudo, tomar consciência do fato. Esta concepção é fruto de uma construção que emerge do contexto cultural e social do aluno, no qual se pode incluir a escola e a família. O estudo revela que as salas de aula de matemática são constituídas de estudantes que não constroem seu conhecimento e desconhecem as formas de alcançar a autonomia das suas ações. As mudanças no ensino da Matemática precisam acontecer necessariamente na concepção epistemológica dos sujeitos envolvidos no processo de ensino e de aprendizagem, para que por meio da ação própria, professor e aluno construam suas possibilidades de conhecer

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: 70, 2011.

BECKER, F. Saber ou ignorância: Piaget e a questão do conhecimento na escola pública. Psicologia USP, v. 1, n. 1, p. 77-87, 1990.

BECKER, F. O caminho da Aprendizagem em Jean Piaget e Paulo Freire: Da ação à operação. Petrópolis: Vozes, 2011.

BECKER, F. A epistemologia do professor: O cotidiano da escola. 15ª. ed. Petrópolis: Vozes, 2012a.

BECKER, F. Epistemologia do professor de matemática. Petrópolis: Vozes, 2012b.

BECKER, F. Educação e Construção do Conhecimento. Porto Alegre: Penso, 2012c.

BRITO, Luiz Carlos Cerquinho de. Adolescencia, Sociabilidade e construção do conhecimento. Manaus, Editora Valer, 2018.

FERRACIOLI, L. Aprendizagem, desenvolvimento e conhecimento na obra de Jean Piaget: uma análise do processo de ensino-aprendizagem em Ciências. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 80, n. 194, p. 5-18, jan/abr, 1999.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 25ª. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

GARCIA, S. M. D. S. A construção do conhecimento segundo Jean Piaget. Ensino em Re-Vista, v. 7, n. 1, p. 17-28, 1998.

KESSELRING, T. Os quatro níveis de conhecimento em Jean Piaget. Educação e Realidade. Educação e Realidade, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 3-22, 1990.

MONTOYA, A. O. D. Piaget: imagem mental e construção do conhecimento. São Paulo: UNESP, 2005.

NOGUEIRA, C. M. I.; PAVANELLO, R. M. A abstração reflexionante e a produção do conhecimento matemático. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 21, n. 30, p. 111-130, 2008.

PIAGET, J. Development and learning. LAVATELLY, CS e STENDLER, F. Reading in child behavior and developmen. Harcourt Brace Janovich, New York, 1964.

PIAGET, J. "Comments on mathematical education". In: Developments in mathematical education : proceedings of the 2nd International congress on mathematical education. London: Cambridge University Press, 1973

PIAGET, J. [1977] Abstração reflexionante: relações lógico-aritméticas e ordem das relações espaciais. Porto Alegre: Artmed, 1995.

PIAGET, J. Para onde vai a educação? Rio de Janeiro: José Olympio, 2011.

RAMOZZI-CHIAROTTINO, Z. Psicologia e Epistemologia Genética de Jean Piaget. São Paulo: EPU, 1988.

ZABALA, A. A prática educativa: Como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2010.
Publicado
2020-08-06
Seção
Artigos