A literatura infantil de Monteiro Lobato e o Ideário Escolanovista

Luciana Aparecida NUNES

Resumo


Este artigo faz uma breve análise dos principais personagens da obra de Monteiro Lobato, o livro Educação Progressiva (1934) de Anísio Teixeira, e a correspondência trocada entre esses autores, com o intuito de discutir as possíveis interfaces entre a literatura infantil lobatiana e uma das expressões da filosofia da educação do movimento de renovação educacional, durante os anos 1930. Propõe-se, com isso, elucidar o sentido filosófico e educativo dessas obras, reconstruindo historicamente o significado que possui na atividade desenvolvida por esses dois intelectuais brasileiros e no contexto intelectual da época, assim como levantando alguns aspectos pelos quais pode ser considerado como atual para as discussões em filosofia da educação e para os leitores da literatura infantil de Lobato



PALAVRAS-CHAVE: Filosofia da educação no Brasil; Literatura infantil; Anísio Teixeira; Monteiro Lobato; Pragmatismo.

Palavras-chave


filosofia da educação no Brasil; literatura infantil; Anísio Teixeira; Monteiro Lobato; pragmatismo

Texto completo:

PDF