POLÍTICAS PARA AGRICULTURA FAMILIAR NO MERCOSUL: UM ESTUDO DA REUNIÃO ESPECIALIZADA SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR

  • Vivian Lie Kato de Lima Faculdade de Ciências Humanas e Sociais – UNESP Franca
Palavras-chave: Mercosul, REAF, Agricultura Familiar, Políticas Públicas

Resumo

Os Estados partes do Mercado Comum do Sul (Mercosul) compõem um grupo de nações que apresentam um baixo nível de desenvolvimento, consequências do processo de colonização e da inserção internacional periférica. O Mercosul, embora inicialmente criado apenas com objetivos comerciais, despontou como uma alternativa para a promoção do desenvolvimento na região através de novas iniciativas de políticas públicas, dentre as quais aquelas vinculadas à agricultura familiar. Diante de um cenário dominado pela produção latifundiária e monocultora, a produção agrária familiar apresenta diversas preocupações na região. A Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul (REAF), tornou-se um espaço de debates no que tange à essas questões. Assim, o presente trabalho apresenta reflexões iniciais sobre políticas diferenciadas para a agricultura familiar desenvolvidas pela REAF

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vivian Lie Kato de Lima, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais – UNESP Franca

Bacharela em Relações Internacionais pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais – UNESP Franca, e-mail: vivian_kato@yahoo.com.br, pesquisadora do Núcleo de estudos de Políticas Públicas (NEPPs.

Publicado
2015-06-15
Seção
Artigos