A REVOLUÇÃO DA INFORMAÇÃO E O PODER CIBERNÉTICO: UM MAPEAMENTO CONCEITUAL NA OBRA DE JOSEPH S. NYE JR

Friedrich MAIER

Resumo


O poder é um dos conceitos mais complexos dentro da área de estudo das Relações Internacionais. As atuais mudanças tecnológicas e a emergência de um espaço cibernético ampliam a complexidade e a intangibilidade do mesmo. Afere-se dentro da obra de Joseph S. Nye Jr sua atenção às influências que o processo de revolução da informação aplica aos atores internacionais e de que modo a emergência de um poder cibernético amplia o jogo de xadrez tridimensional da política internacional. Desse modo proponho-me a realizar um mapeamento conceitual dentro da obra desse importante autor a fim de auxiliar a discussão dos conceitos chave que culminarão na percepção de novos fenômenos nas relações internacionais: a difusão do poder, a emergência da importância do poder brando e a necessária mudança no papel de liderança dos Estados Unidos. É nesse contexto que as mudanças apresentadas a partir do barateamento de tecnologias de informação contribuem para a entrada a baixo custo no âmbito cibernético de diversos níveis de atores (público, privado e terceiro setor). Os Estados possuem então um desafio à frente: conseguir manejar suas fontes de poder brando e poder duro num novo espaço, ao mesmo tempo que algumas de suas atribuições são transferidas a novos setores. Tendo tal pano de fundo, o artigo a seguir tem por objetivos principais demonstrar a historicidade dos conceitos de revolução da informação e poder cibernético ao longo dos anos na obra do autor, avaliar o encaixe dos mesmos dentro de sua já conhecida e ressonante sistemática de poder aferindo generalidades, particularidades e influências e, por fim, estabelecer algumas críticas a alguns pontos teórico-metodológicos.

Texto completo:

PDF