A ONTOLOGIA TRÁGICA NO REALISMO POLÍTICO: RELEITURA EPISTEMOLÓGICA DE THOMAS HOBBES E HANS MORGENTHAU

  • Julio BELINTANE

Resumo

O objetivo deste trabalho é, no âmbito do terceiro debate da área de Relações Internacionais, trazer à discussão da atualidade algumas características dos pensamentos de Thomas Hobbes e Hans Morgenthau, ambos considerados realistas, levando em conta a qualidade e profundidade do pensamento desses autores clássicos, características que abrem possibilidades de releituras, atualizações e recontextualizações do estado do conhecimento da política contemporânea. Assim, intenciona-se demonstrar a capacidade crítica e explicativa de suas teorias, mesmo dentro de um novo paradigma da área, principalmente levando em conta os aspectos filosóficos e epistemológicos das obras desses dois autores, buscando demonstrar a coesão da base epistemológica com o pensamento político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio BELINTANE

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2016-10-06
Seção
Artigos