TEXTOS SOBRE EDUCAÇÃO NOS JORNAIS MARILIENSES DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MARÍLIA/SP (1928-1933): ESTUDO INTRODUTÓRIO

Aline Novaes Conceição

Resumo


Apresentam-se, neste artigo, resultados de pesquisa de Iniciação Científica (Bolsa PIBIC/CNPq/UNESP) e de Trabalho de Conclusão de Curso de graduação em Pedagogia, vinculados ao Grupo de Pesquisa “História do Ensino de Língua e Literatura no Brasil” e aos Projetos Integrados de Pesquisa “História do Ensino de Língua e Literatura no Brasil” e “Memória e História da Educação em Marília-SP e Região”, todos coordenados por Maria do Rosário Longo Mortatti. Com o objetivo geral de contribuir para a preservação da memória e produção da história da educação em Marília/SP e região e com os objetivos específicos de: contribuir para a compreensão dos textos sobre educação em Marília/SP e região, publicados nos jornais marilienses; elaborar instrumento de pesquisa sobre educação em Marília/SP e região; analisar as referências de textos contidas no instrumento de pesquisa, conforme o método da análise da configuração textual; e subsidiar o desenvolvimento de pesquisas correlatas, focalizam-se os apectos dos textos sobre educação, publicados no jornal O Alto Cafezal,  mediante abordagem histórica, centrada em pesquisa documental e bibliográfica, desenvolvida por meio da utilização dos procedimentos de localização, recuperação, reunião, seleção e ordenação de referências de textos, foi elaborado o documento Textos sobre educação nos jornais marilienses do acervo da Câmara Municipal de Marília/SP (1928-1933): um instrumento de pesquisa.  Devido a grande quantidade de referências de textos contidas nesse instrumento de pesquisa, delimitou-se para realizar a análise o ano de 1930, que se iniciou a seção “Columna Escolar”. A análise das referências possibilitou constatar que houve um aumento da publicação de textos sobre educação nos números do jornal de Marília/SP e a imprensa mariliense era utilizada para reivindicar e registrar interesses da população inclusive os educacionais e dentre os tipos de textos utilizados, na seção “Manchete” houve menos referências de textos e na seção “Nota” houve mais referências de textos. 


Texto completo:

PDF