FREUD E A EDUCAÇÃO

  • Amanda Carvalho Maia OLIVEIRA Faculdade de Filosofia e Ciências

Resumo

O intuito deste trabalho é apresentar aos educadores uma concepção freudiana do desenvolvimento infantil, isto é, o que faz com que uma criança aprenda. O motivo pelo qual um neófito questiona tanto, o que ele deseja em sua busca. Freud investiga o surgimento das preocupações que a criança possui; e para ele as primeiras investigações são sexuais e servem como meio de situar a criança no mundo. Além disso, defende que as dúvidas das crianças estão ligadas às relações paternas. Suas análises percorrem da angústia da castração ao complexo de Édipo. No que concerne à educação, pode-se comparar a transferência que ocorre no sonho com a que ocorre em relação ao analista e ao professor. Essa transferência acontece no inconsciente, e isto faz com que o aluno não possa saber dela, e menos ainda saber como ela se realiza singularmente. É uma situação muito complicada esta que envolve docente-discente. A partir disso, é proposta uma educação não repressora, e sem que o docente renuncie a si mesmo. Pois assim, haverá uma contribuição à formação pessoal do neófito.
Publicado
2008-10-05
Seção
Artigos