MIGRAÇÃO E MECANIZAÇÃO CANAVIEIRA EM ALAGOAS: OS RECENTES CONTORNOS DA PRODUÇÃO SUCROALCOOLEIRA E OS MECANISMOS DE ESTRUTURAÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DAS RELAÇÕES NUM CONTEXTO DESIGUAL DE PODER E AGÊNCIA

  • João Paulo SANTOS

Resumo

Este breve artigo tem por objetivo apreender parte do universo de relações que envolvem os canavieiros do setor sucroalcooleiro do estado de Alagoas, tendo como uma de suas premissas o Estado como órgão regulador e legitimador de determinados conflitos e dominações que permeiam o complexo agroindustrial alagoano. Traçaremos esta análise sob o aparato teórico e metodológico das contribuições dos autores da sociologia e da antropologia contemporânea, tais como Pierre Bourdieu, Parry Scott, De Certeau e Ortner. Este artigo parte de uma desconstrução do estudo do próprio objeto, visto que vem sendo em grande medida abordado através da perspectiva marxista, perdendo significativamente alguns elementos próprios desse contexto, sendo necessário ampliar e redimensionar o olhar para as frequentes transformações que engendram no mundo do trabalho canavieiro alagoano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo SANTOS

O Laboratório Editorial foi instituído com o objetivo de criar condições e oportunidades para a difusão de pesquisas e tornar públicos os resultados dos trabalhos do corpo docente da FFC. Constitui-se num órgão adjunto à Diretoria da FFC e vinculado à SAEPE, com o apoio da Seção Gráfica, da Diretoria, da Biblioteca, e das Seções de Finanças, Compras e Técnica Acadêmica. A função do Laboratório Editorial é a de assessorar, planejar, realizar e distribuir livros, periódicos e outras publicações elaboradas na FFC.

E-mail: labeditorial@marilia.unesp.br 

Publicado
2015-08-18
Seção
Artigos/Articles