Pré-vestibulares populares e a democratização do acesso ao ensino superior

Palavras-chave: Educação. Cursinhos populares. Ensino Superior.

Resumo

No Brasil, embora a Constituição Federal garanta o direito à educação pública e gratuita a todos, o que se observa, na prática, é que determinados níveis educacionais – em especial o Ensino Superior – continuam limitados à classe dominante, que utiliza desses espaços para perpetuar a divisão social do trabalho. Neste artigo, discute-se o papel dos cursinhos pré-vestibulares populares na democratização do acesso ao ensino superior. Parte-se do pressuposto que tais projetos contribuem para uma luta mais ampla pela superação da própria sociedade de classes à medida que atuam socializando os saberes e viabilizando sua apropriação pela sociedade.

Submetido em: 20/01/2020
Aceito em: 01/06/2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Pinto SIMÃO, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Rio Claro. Rio Claro, São Paulo, Brasil.

Nathanael da Cruz e SILVA NETO, Universidade Estadual Paulista

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Marília. Marília, São Paulo, Brasil.rília-SP.

Julio Cesar TORRES, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista

Docente e Diretor do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de São José do Rio Preto, docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNESP, Campus de Marília. São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil.

Publicado
2020-07-28
Seção
Artigos