FRIEDRICH ENGELS, HISTORIADOR DA REVOLUÇÃO ALEMÃ DE 1848-1849

David MACIEL

Resumo


Este artigo procura mostrar em que medida o estudo de Engels sobre a revolução alemã de 1848-49 ressalta a particularidade da revolução burguesa na Alemanha, antecipa temas e problemas só desenvolvidos plenamente pelo marxismo no século XX, como o transformismo e a revolução passiva, e ainda evidencia a aplicação do método do materialismo histórico à análise de um processo histórico determinado, constituindo-se como um dos textos fundadores desta perspectiva metodológica.

Texto completo:

PDF