VIOLÊNCIA FÍSICA CONTRA A MULHER SERTANEJA

PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO EM ARCOVERDE-PE, BRASIL

  • Maria Helena Batista de Andrade MOREIRA
  • Hérika Arruda MAURÍCIO
  • Humberto Gomes VIDAL
Palavras-chave: Violência contra a Mulher, Odontologia, Odontologia Legal, Epidemiologia

Resumo

 A violência contra as mulheres está relacionada ao gênero e pode levar à sua morte violenta. Foi realizado estudo transversal sobre o perfil das mulheres vítimas de agressão física e dos indiciados pela agressão, a partir da análise de inquéritos criminais do Tribunal de Justiça de Pernambuco (Arcoverde, 2011 a 2016). Em sua maioria não havia informação sobre raça/cor das vítimas, a idade média de 27 anos, ensino fundamental incompleto, estado civil “amasiada”, vítima de agressão por força corporal, a face foi a região do corpo mais acometida, sendo a maioria dos agressores homens, companheiros das vítimas. A maioria das lesões ocorreram na face demonstrando a relação existente entre a violência e a área de atuação do odontolegista no exame de corpo de delito e do clínico geral no diagnóstico clínico e posterior notificação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Helena Batista de Andrade MOREIRA

Discente do curso de Bacharelado em Odontologia pela Universidade de Pernambuco, campus Arcoverde, mariahelenaodonto@gmail.com.

Hérika Arruda MAURÍCIO

Docente do curso de Bacharelado em Odontologia pela Universidade de Pernambuco, campus Arcoverde, doutoranda em saúde coletiva pela Universidade de Pernambuco, herika.mauricio@upe.br.

Humberto Gomes VIDAL

Docente do curso de Bacharelado em Odontologia pela Universidade de Pernambuco, campus Arcoverde, doutorando em ciências forenses pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, humberto.vidal@upe.br

Publicado
2018-11-30
Seção
Violência Doméstica e Acidente Juvenil