O GÊNIO DIDEROTIANO E A POÉTICA DAS MONTANHAS

  • Kamila Cristina Babiuki Mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Palavras-chave: Diderot, Gênio, Século XVIII, Estética

Resumo

O presente artigo tem como objetivo caracterizar o conceito de gênio conforme os textos de juventude de Denis Diderot. Procedendo com a análise de obras dos anos 1740 e 1750, sobretudo os Diálogos sobre o Filho natural (1757), veremos como a ideia de gênio é representada pela união de características que, à primeira vista, podem parecer inconciliáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-16