A TEORIA DA PRÁTICA DE PIERRE BOURDIEU: ENTRE ESTRUTURALISMO E FENOMENOLOGIA

  • Anderson Aparecido Lima da SILVA (USP)

Resumo

O presente artigo pretende elucidar momentos fundamentais da “filosofia da ação” desenvolvida por Pierre Bourdieu no que concerne centralmente à elaboração, aplicação e originalidade da noção de habitus. Noção esta que, calcada no paradigma de uma “teoria da prática”, visa elaborar uma teoria do mundo social capaz de dialogar, num afrontamento constante, tanto com o dito “objetivismo” (encarnado marcadamente no estruturalismo de Lévi-Strauss), quanto com o dito “subjetivismo” (cujo ponto de incidência privilegiado é a filosofia de Sartre), propondo um projeto singular que pode servir de base tanto a uma melhor compreensão da experiência dos agentes quanto à análise das dinâmicas de “incorporação” da dominação nas sociedades contemporâneas

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-14
Seção
Artigos